História alternativa Wiki
Advertisement
Aécio Neves
Presidente Aécio Neves.png
Aécio em 2019
35.º Presidente do Brasil
Período 15 de março de 2015 -

Presente

Antecessor: José Alencar
Governador de Minas Gerais
Período 15 de Março de 2003 -

28 de março de 2010

Antecessor: José Alencar
Sucessor: Antônio Anastasia
Senador por Minas Gerais
Período 1) 15 de fevereiro de 1994 -

22 de julho de 2002

Biografia
Nascimento: 10 de março de 1960 (61 anos), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil
Nacionalidade: Brasileiro
Partido Político: PMDB (1986 - 1989)

PSDB (1989 -)

Esposa: Letícia Neves (2013 -)
Religião: Cristianismo

Aécio Neves da Cunha (10 de março de 1960) é um economista e político brasileiro, filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). É o atual Presidente da República federal do Brasil desde 2015 quando ganhou as eleições de 2014. Foi senador da República por Minas Gerais entre 1994 até 2002 quando foi o governador do estado entre 2003 a 2010.

Natural de Belo Horizonte, Aécio é graduado em economia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas). É neto do ex-presidente Tancredo Neves, com quem adquiriu suas primeiras experiências políticas. Em 1987, iniciou o seu primeiro mandato como deputado federal pelo estado de Minas Gerais, exercendo o cargo até 2002, totalizando quatro mandatos.

Aécio foi eleito governador de Minas Gerais em 2002, sendo reeleito em 2006. Renunciou ao cargo em março de 2010 para concorrer a eleição presidencial contra candidato a reeleição, acabou perdendo pelo Presidente Petista José Alencar. Na eleição seguinte, voltou a ser candidato do PSDB à Presidência da República em 2014. Logo No primeiro turno, Aécio foi eleito pro 51,7% dos votos válidos.

No final do seu primeiro mandato, surgiram escândalos de corrupção ligados a JBS que ofuscaram a imagem de Aécio. Apesar disso, Aécio conseguiu se reeleger em 2018 em uma disputada campanha contra a candidata do PT da Manuela D'Ávila. Sendo eleito com 52,9% dos votos válidos. No início de 2020, surge um escândalo de corrupção e Aécio Neves levou um processo de cassação, porém o congresso acabou aprovou o processo com 10 votos de diferença.

Advertisement