História alternativa Wiki
Advertisement
Under construction icon-red A seguinte página da A República Populista está em construção.

Por favor, não edite ou altere este artigo de qualquer maneira enquanto esse template está ativo. Todas as edições não-autorizadas serão revertidas a partir dos critérios do administrador. Proponha mudanças na página de discussão.

Todos nós sabemos o que houve no fatídico dia de 31 de março de 1964, seja porque vivemos este dia ou porque aprendemos sobre ele, de qualquer forma, como seria se os militares nunca tivessem tomado poder?

Contexto[]

Após a vitória na Guerra do Paraguai, as Forças Armadas adquiriram grande poder político, eventos-chave disto foram o Golpe da República e o Golpe de 1930, com isso, o Governo Federal passou a observar com mais cautela o que acontecia dentro dos quartéis através do Conselho de Defesa Nacional (atual ABIN), foram observados diversos planos que visavam aumentar ainda mais o poder militar na política do Brasil, incluindo o que resultaria na implantação da ditadura militar em 64, foi então, que o Governo Federal, durante a gestão de João Goulart, pressionou fortemente o Ministério da Guerra para ficar ao seu lado, visto que este era o único órgão de defesa que era subordinado ao governo (a Marinha, o Exército e a Aeronáutica possuíam muito mais autonomia).

31/03/1964[]

Mais um pouquinho de contexto: João Goulart tinha o plano dos militares do poder em mãos graças a ABIN, detalhe por detalhe, informações que iam desde os primeiros locais de ataque até os últimos, restava saber quando esse ataque seria posto em prática. Alguns dias antes, Jango buscou ajuda militar de países vizinhos como a Argentina, Chile e Uruguai, que enviariam soldados disfarçados até Brasília como guardas federais.

E o dia chegou, militares do Exército Brasileiro, em tanques rumo à Brasília exigiram a renúncia de João Goulart, alguns minutos depois, os soldados da "Tríplice Constitucional A-C-U" responderam os militares a altura, episódio que ficou conhecido como a Guerra Civil Brasileira, onde aliados ao governo federal (Argentina, Chile, Uruguai, Min. da Guerra) lutaram contra os "Combatentes" (Exército Brasileiro, Força Aérea Brasileira).

Guerra Civil Brasileira[]

Guerra Civil Brasileira
Data 1 de abril de 1964 - 3 de março de 1967
Local Congresso Nacional, Brasília - DF
Desfecho Vitória da União
  • Prisão permanente dos envolvidos com os Combatentes

União Federal:
Estados Unidos do Brazil Governo Federal
Bandeira do Ministro da Defesa (Brasil) Ministério da Guerra
Flag of Argentina Argentina
Flag of Chile Chile
Flag of Uruguay Uruguai

Combatentes da Revolução:
Emblema do Exército Brasileiro Exército Brasileiro
Emblema da Marinha do Brasil Marinha do Brasil
Emblema da Força Aérea Brasileira Força Aérea Brasileira

Apoio militar:
Flag of the United States Estados Unidos

Com o início da Guerra Civil Brasileira, a Argentina, o Chile e o Uruguai apoiaram diretamente o governo democrático enviando mais soldados para lutar ao lado deles, a chamada União Federal foi composta também pelo Min. da Guerra, que funcionou como uma espécie de facção pró-democracia dos 3 ramos das Forças Armadas. Já o outro lado, constituído pelo Exército e pela FAB (E apoio aeronaval da Marinha) foram denominados popularmente de "Combatentes" ou "Combatentes da Revolução", representando os militares rebeldes que tentariam tomar o poder do país.

Como era a Guerra Fria e muitos viam João Goulart mais aliado com as ideias de esquerda do que as de direita, os Estados Unidos apoiaram militarmente e financeiramente os Combatentes, pois os americanos acreditavam que eles iriam impedir uma suposta "ameaça comunista" do governo federal, assim passando a ter mais influência sobre o continente sul-americano.

Lista de presidentes[]

Decidi fazer uma lista só pros presidentes pois não sei muito bem como funcionava o sistema parlamentarista que tinha sido implantado a pouco tempo na época:

Nome Período Partido
João Goulart 1961-1965 PTB
Carlos Lacerda 1965-1969 UDN
Ulysses Guimarães 1969-1973 PSD
Tancredo Neves 1973-1977 PSD
Jânio Quadros 1977-1981 PTB
Brochado da Rocha 1981-1985 PSD
Hermes Lima 1985-1989 PTB

Visão geral[]

  • O Brasil continua a se chamar Estados Unidos do Brasil
  • O Brasil é uma república parlamentarista, contando com um presidente e um primeiro-ministro
  • Os estados de Mato Grosso do Sul e Tocantins não existem


Edit (23/11/2022): só agora vi que há uma LT mais antiga de nome parecido com a deste artigo, peço desculpas e deixo claro que não tive intenção de plagiar a mesma.

Edit (24/11/2022): mudo o nome desta LT de Brasil sem Ditadura para ARP (A República Populista)

Advertisement