FANDOM


Aldo da Silva Cezar (São Paulo, 20 de dezembro de 1928) é um ator e dublador brasileiro.

Biografia Editar

Um dos grandes nomes da dublagem brasileira, Aldo César desde os 5 anos de idade já cantava na Igreja Batista. Com 17 anos ingressou na rádio, trabalhou nas Rádios Tupi e Mayrink Veiga, no Rio de Janeiro.

Em toda a sua carreira fez telenovelas, peças e dublagens. Em novelas trabalhou em "Redenção" (1966), "Hospital" (1971), "O Preço de um Homem" (1971), "A Barba Azul" (1974), "O Profeta" (1977), "O Direito de Nascer" (1978), "Como Salvar Meu Casamento" (1979), "Cavalo Amarelo" (1980), "Rosa Baiana" (1981), "A Filha do Silêncio" (1982), "Braço de Ferro" (1983), "O Tempo e o Vento" (1985), "Dona Beija" (1986) e "Chapadão do Bugre" (1988). Fez uma participação especial em Dona Beja.

Trabalhou em diversas emissoras como Globo, Manchete e SBT, na qual ficou 18 anos. Destaque para sua trajetória no SBT, onde trabalhou em A Praça é Nossa e fazia o quadro "Ui, ui, ui meu chefinho", com a então modelo famosa Alice di Carli e Tutuca.

Como dublador trabalhou na AIC, onde dublou o ator Rex Harrison, e mais recentemente fez o comandante do conselho galático central em Cassiopeia, Jason Bolt na série ...E as noivas chegaram, Júlio César em alguns filmes do Asterix, o Rei do Crime em alguns episódios do desenho do Homem-Aranha, a 1ª voz do Bender em Futurama, Doutor Maki Gero em Dragon Ball Z, dentre outros trabalhos.


Lista de trabalhos Editar

Dublagem Editar

Televisão Editar

Cinema Editar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.