FANDOM


Link da última parte: https://althistory.fandom.com/pt/wiki/BRASIL_ALTERNO(PARTE_2)?mobile-app=false

Link da primeira parte:https://althistory.fandom.com/pt/wiki/BRASIL_ALTERNO


Esta historia começa a partir de 1515 e o fim do Período Pré Colonial, sendo criadas as capitanias hereditárias.


CAPITANIAS HEREDITÁRIAS Editar

Brasão Colonial

Em 1515 são criadas as capitanias hereditárias. Elas são distribuídas à itálicos, exceto o Rio de Janeiro, dado à Jean Ango em troca do juramento de fidelidade.

Eles recebiam direitos econômicos e políticos enormes em troca do juramento de fidelidade; jurar aprender português; levar 3,5mil acompanhantes que deviam trabalhar e instituir famílias brancas(levavam os trabalhadores e as famílias);e instituir o domínio português.

O Capitão da Bahia de Todos os Santos levou o Leonardo daVinci e alguns acompanhantes, e ele foi responsável por desenvolver(planejar) a Cidade de Salvador e algumas obras de arte.


A CONQUISTA

A conquista pelos capitães foi complexo, envolvendo: Revoltas de Vassalos, Compra de apoio por concessão de terras, Fim do sistema onde as terras eram controladas pelo governo; Apoio dos Sefarditas; Muitos índios morreram com doenças europeias; Vantagem tecnológica; Derrubada de governos locais; Influência sefardita na economia tupiniquim;Índios aliados juraram lealdade ào rei lusitano; Apoio d emembros das classes baixas; Todas as cidades, vilas e povoados possuíam Câmaras Locais; Inexistência de Cidades-Vassalas; Brancos degredados forçadamente casados com índios das classes baixas receberam terras ;e poder político, e outros

PÓS-CONQUISTA

As capitanias impuseram o controle, mas haviam resistentes no interior. Além disso para que índios não detivessem todas as terras, dentre eles e os estrangeiros(degredados ou acompanhantes) eram impostos à agricurltura familiar.

Os capitães receberam monopólio do Pau Brasil, e fiscalizavam e controlavam seu comércio, recebendo impostos nele. Nisso franceses podiam comprar Pau Brasil, mas pagavam impostos mais caros, exceto no Rio de Janeiro.

Os acompanhantes e capitães segundo juramento aprenderam e adotaram o português, e sob ordem do rei de Portugal a Igreja Católica em apoio às capitanias criavam Escolas-Populares e incentivavam a Lusofonia.

Passaram vários anos, e em 1570 é criado o Principado do Grão-Brasil, e nisso é instituído um Governo-Geral e as Capitanias são extintas.

CARACTERÍSTICAS SOCIO-ECONOMÔNICAS

Na demografia haviam entrado no Brasil vários franceses e huguenotes, além de que Galegos foram incentivados a se assentar, e por causa da Cana de Açúcar vários portugueses, flamengos, e neerlandeses. E muitos indígenas sofreram aculturação, e passaram a viver normalmente na sociedade. E como houve no início vários casamentos mistos forçados, logo com inúmeros indígenas aculturizados, os casamentos mistoa se espalharam; além disso sendo que a compra de Escravas Africanas para concubinato existia desde 1507

Além disso na Religião a população era majoritamente católica, havendo Jansenistas em Santana; Haviam bastantes Judeus Sefarditas, espalhados por todo o território em pequenso grupos; E haviam Protestantes, tendo Igrejas Reformadas, Valdenses, Hussitas e Luternas; E embora o Animismo estava sendo suplantado aos poucos, era exprrssivo.

E na economia, predominava a agropecuária, sendo que a Agricultura Familiar Porém havia, sobretudo no Nordeste, o sistema latifundiário voltado à Cana de Açúcar, e isso empurrou colonos para o interior do sertão.

Como o Sertão nordestino era o foco da resistência indígena, isso levou ào surgimento de Sertanistas.

Além disso foi criada em Reicfe a Academia de Bellas Artes da Virgem dos Rochedos(Recife), que preservava os ideais Humanistas e Renascentistas.


3°FASE DA COLONIZAÇÃO Editar

Logo incia a União Ibérica, e o Principe Herdeiro de Portugal Dom Manuel(Manuel, Príncipe de Portugal) planeja retomar Portugal por onde Filipe não esperava.

Assim ele une as elites coloniais e em 1599 toma Salvador, e é aclamado Dom Manuel. Nisso se inicia a Revolução Avinista.

Em 1604 é feita uma Trégua, e em 1605 ,no Tratado de Fernão de Noronha, se estabelece que a América Portuguesa seria concedida à Dom Manuel, e ele rejeitaria o direito ao trono português

Após isto se estabeleceu uma Monarquia Absolutista, mas havia um Conselho-Nacional, eleito indiretamente mas com pouco poder político.


PÓS IDEPENDÊNCIA Editar

Tudo se manteve estável, com o apogeu dos Sertanistas. Também com os novos direitos economicos fizeram a economia progredir, e havia uma exaltação oficial aos Índios e à Civilização Tupiniquim.

Passou-se muito tempo, e eles receberam inúmeros imigrantes portugueses e galegos. Além disso em apoio à Igreja Católica, às Sinagogas, às Igrejas Protestantes, e ao Exército foram criadas Escolas Populares e a educação foi fortalescida; Sendo criada a Universidade Rela de Guanabara(Rio de Janeiro) e Universidade Pontifícia de Salvador(Salvador).

Além disso após a Restauração Portuguesa, a Dinastia de Avis-Beja se aliou à Dinastia de Bragança, se tornando grandes aliados.


Em 1709 no Tratado de Salvador as fornteiras forma extendidas.

Em 1735 ocorre a Guerra Hispano-Brasileira, que acaba com a vitória brasileira em 1740, e o Brasil toma São Pedro do Rio Grande do Sul, Sete Povos das Missões, e Cisplatina.

Logo o Ouro é descoberto, e a corrida do ouro atrai muitos imigrantes, e isso enriquece sobremaneira o Reino do Brasil. O Brasil assume uma política de assimilação cultural, exparsão da população por todo o território, e incentiva a miscigenação para criar a "Raça Brasileira", baseado no livro: Culturalização (João de Santomé e Tupíniquim)


O Século XVIII termina, e o Brasil possuí uma enorme população, além de alto nível de miscigenação. E o Português se tornou o principal idioma nacional.


CONTINUAÇÃO Editar

A história continua na terceira parte, focando a partir do século XIX Obrgado por ler até aqui, E perdão pelas falhas e erros SKSM

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.