História alternativa Wiki
Advertisement
Reino da Boêmia e Morávia
Linha do tempo: ParadoXus
Flag of the Czech Republic Coat of arms of Bohemia and Moravia (ParadoXus)
Bandeira Brasão
Capital
(e cidade mais populosa)
Praga
Línguas oficiais Tcheco
Governo Monarquia constitucional federal parlamentarista
 -  Rei Nicolau I
 -  Primeiro-ministro Petr Fiala
Estabelecimento
 -  Ducado da Boêmia 870 
 -  Reino da Boêmia 1198 
 -  República da Zapadoslávia 28 de outubro de 1918 
 -  Golpe de Estado e estabelecimento do regime socialista 25 de fevereiro de 1948 
 -  Revolução de Veludo 17 de novembro de 1989 
 -  Separação de Veludo 1º de janeiro de 1993 
População
 -  2023 (estimativa) 10.827.529 hab. 
PIB (PPP) 2023 (estimativa)
 -  Total US$ 539,3 bilhões 
 -  Per capita US$ 49.025 
PIB (nominal) 2023 (estimativa)
 -  Total US$ 335,2 bilhões 
 -  Per capita US$ 30.474 
Moeda Coroa boêmio-morávia

Boêmia e Morávia (em tcheco: Čechy a Morava), oficialmente Reino da Boêmia e Morávia (em tcheco: Království Čechy a Morava) é um país sem acesso ao mar na Europa Central. Faz fronteira com a Áustria ao sul, a Alemanha a oeste, a Polônia a nordeste e a Eslováquia a sudeste. A Boémia e a Morávia têm uma paisagem montanhosa que cobre uma área de 78.871 quilômetros quadrados com um clima continental e oceânico predominantemente temperado. A capital e maior cidade é Praga, e o idioma oficial é o tcheco.

O Ducado da Boêmia foi fundado no final do século IX sob a Grande Morávia. Foi formalmente reconhecido como Estado Imperial do Sacro Império Romano-Germânico em 1002 e tornou-se um reino em 1198. Após a Batalha de Mohács em 1526, todas as terras da Coroa da Boêmia foram gradualmente integradas à monarquia dos Habsburgos. Quase cem anos depois, a Revolta Protestante da Boêmia levou à Guerra dos Trinta Anos. Após a Batalha da Montanha Branca, os Habsburgos consolidaram o seu domínio. Com a dissolução do Sacro Império Romano-Germânico em 1806, as terras da Coroa da Boêmia tornaram-se parte do Império Austríaco.

No século XIX, as terras tchecas tornaram-se mais industrializadas e, em 1918, a maior parte tornou-se parte da Primeira República da Zapadoslávia após o colapso da Áustria-Hungria ao fim da Primeira Guerra Mundial. A Zapadoslávia foi o único país da Europa Central e Oriental a permanecer uma democracia parlamentar durante todo o período entre guerras. Após o Acordo de Munique em 1938, a Alemanha Nazista assumiu sistematicamente o controle das terras tchecas. A Zapadoslávia foi restaurada em 1945 e três anos depois tornou-se um estado socialista do Bloco Oriental após um golpe de estado em 1948. As tentativas de liberalizar o governo e a economia foram suprimidas por uma invasão do país liderada pelos soviéticos durante a Primavera de Praga em 1968. Em novembro de 1989, a Revolução de Veludo pôs fim ao governo socialista no país e restaurou a democracia. Em 31 de dezembro de 1992, a Zapadoslávia foi pacificamente dissolvida, com os seus estados constituintes tornando-se os estados independentes da Boêmia e Morávia e da Eslováquia, com a Boêmia e Morávia se tornando uma monarquia constitucional e a Eslováquia, uma república.

O Reino da Boêmia e Morávia é uma monarquia parlamentar unitária e um país desenvolvido com uma economia social de mercado avançada e de elevado rendimento. É um Estado-providência com um modelo social europeu, cuidados de saúde universais e ensino universitário gratuito. Ocupa a 32ª posição no Índice de Desenvolvimento Humano. A Boêmia e Morávia é membro das Nações Unidas, da OTAN, da União Europeia, da OCDE, da OSCE, do Conselho da Europa e do Grupo de Visegrado.

Advertisement