FANDOM


Bussunda, nome artístico de Cláudio Besserman Viana[1] (Rio de Janeiro, 25 de junho de 1962), é um humorista, comediante, ator, jornalista, escritor, cronista esportivo, editor de revista e dublador brasileiro, ex-membro do grupo Casseta & Planeta.

Não tendo sucesso na escola e na faculdade, Bussunda encontrou no humor e na alegria o que ele realmente queria fazer da vida, vivia dizendo que o humor o havia salvado. Junto com seus companheiros do grupo Casseta & Planeta, construiu uma carreira de sucesso na Rede Globo. Além do bom humor, uma de suas fortes características era zombar do próprio fato de ser comilão, o que o levava a imitar personagens com semelhante qualidade.

Com os mesmos companheiros de televisão escreveu onze livros, lançou três discos, encenou uma peça de teatro e protagonizou um filme em 2003, A Taça do Mundo é Nossa (com um segundo, Seus Problemas Acabaram. Ainda no cinema, fez uma participação especial no filme Como ser solteiro e dublou o personagem principal da animação Shrek. Atualmente trabalha como dublador onde se tornou a voz oficial do ogro Shrek, dublando em todos os filmes. Recentemente fez uma participação no filme Hotel Transilvânia.


BiografiaEditar

Vida pessoal Bussunda nasceu no Rio de Janeiro, filho de Luís Guilherme Viana e Helena Besserman Viana. Era torcedor do Flamengo. Foi militante do Partido Comunista do Brasil. Casou-se em 1989 com a apresentadora Angélica Nascimento, de quem teve uma filha, Júlia, em 1993. Seu irmão Sérgio Besserman foi presidente do IBGE (por isso às vezes o IBGE era chamado no programa humorístico Casseta & Planeta, de que Bussunda participava, de "Instituto do Irmão do Bussunda").

Carreira Bussunda não tinha interesse pelos estudos. Quando adolescente, chegou a ser reprovado com nota zero em todas as matérias. Ainda assim, no vestibular ficou em penúltimo lugar para o segundo semestre do curso de comunicação social da UFRJ. Como o mesmo disse:

Na faculdade pública meus pais não podiam reclamar que pagavam mensalidade e a faculdade ajudava no meu projeto de vida de não fazer nada. Não me formei, mas foram ótimos anos.[1] Ele começou sua carreira trabalhando como redator do jornal humorístico Casseta Popular. Fundado por Beto Silva, Marcelo Madureira e Hélio de la Peña em 1978, o jornal fez sucesso no início da década de 1980 ao combinar o humor escrachado com a crítica política e de comportamento. Na época, ele ainda era estudante de jornalismo na UFRJ. Esse jornal daria origem à revista Casseta Popular e viria a se tornar um dos embriões do Casseta & Planeta.

Nos anos 80 Bussunda inicia suas participações na TV, primeiro como apresentador do programa adolescente de debates Cabeça Feita (TVE Brasil), mais tarde (1988) contratado como redator do programa TV Pirata, que era exibido na Rede Globo. Ainda em 1988, Bussunda se tornou destaque natural do show Eu vou tirar você desse lugar, início da parceria musical da Casseta Popular com o Planeta Diário (mais tarde, Banda Casseta & Planeta). A parceria se estenderia aos programas Doris para Maiores (1991) e Casseta & Planeta, Urgente! (1992 em diante).

Desde 1992, era um dos protagonistas do programa humorístico Casseta & Planeta, Urgente!, exibido pela Rede Globo. Mesmo após a criação do programa, Bussunda continuou a atuar como cronista e jornalista independente. Por exemplo, ele colaborou com várias revistas esportivas, como Lance! e Placar. Ele também participou de campanha publicitária "Sou da Boa", da Cerveja Antarctica.

ApelidoEditar

O apelido pelo qual Bussunda viria a ser conhecido no Brasil, teria vindo da aglutinação dos nomes Besserman e Sujismundo. Bussunda, ainda adolescente, na colônia de férias Kinderland, foi apelidado de "O Besserman Sujismundo" pelos seus colegas; daí "Bessermundo", e mais tarde, "Bussunda". O próprio Bussunda, apresentava uma versão diferente para a origem do seu apelido, dizia que era a mistura "das duas coisas que eu mais gosto - aquela que começa com "Bus" e aquela que termina com "unda".

Saída do Casseta & PlanetaEditar

Em 2006, Bussunda anuncia sua saída do grupo alegando não estar confortável com os novos rumos que o grupo estava tomando, essa decisão acabou abalando não só os antigoa companheiros como tambem os fãs que se manifestaram na internet pedindo para que retornasse. Bussunda tinha declarado no seu Twitter que ja tinha alguns projetos e disse também que iria dar continuidade na dublagem, onde se torna a voz oficial do ogro Shrek.

FilmesEditar

  • Casseta & Planeta: A Taça do Mundo é Nossa (2003) - Fez o papel de Wladimir Illitch Stálin Tsé Tung Guevarra (também conhecido como Frederico Eugênio)
  • Casseta & Planeta: Seus Problemas Acabaram! (2006) - Último filme com o Casseta & Planeta antes de sua saída.
  • Zoando na TV (1999) - Fez o Papel de um Apresentador de Tv com um programa chamado "Show do Bolão"
  • Como ser Solteiro (1998) - Fez apenas uma pequena participação

TelevisãoEditar

  • Cabeça Feita - Anos 80 (apresentador e entrevistador)
  • Vandergleyson Show - 1987 (redator)
  • TV Pirata - 1988-1990 e 1992 (redator)
  • Doris para Maiores - 1991 (redator e repórter)
  • Casseta & Planeta, urgente! - 1992-2006 (redator e ator)
  • Caça Talentos - 1996 (Gênio Abudi Al Bazar)

Jornais e revistas

  • Casseta Popular - 1981 a 1992 (datilógrafo, secretário e editor)
  • O Planeta Diário - 1984 a 1992 (colaborador)

Casseta & Planeta (revista) - 1992 a 1995 (editor)

  • O Estado de S. Paulo - Anos 90 (colunista do caderno Zap!)
  • O Dia - 1989 a 1999 (cronista esportivo)
  • Placar - Anos 90 (cronista esportivo)
  • Lance! - 2001-2006 (cronista esportivo)
  • Zorra Total - 2006 (participação especial)
  • Os Trapalhões No Limite - 2008 (vários personagens)
  • Na Toca do Sujismundo - 2009 até hoje (apresentador e redator)
  • Viver do Riso - 2018

DublagensEditar

  • Shrek - 2001
  • Shrek 2 - 2004
  • Aqua Teen - 2004
  • Shrek Terceiro - 2007
  • Shrek Para Sempre - 2010
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.