FANDOM


Em meados de 2008, surge um vírus que mais tarde ficaria conhecido como Destruction. Inicialmente, o único sintoma era febre, mas depois surgem outros e o vírus se revela como uma ameaça global.

20 de agosto de 2008: O primeiro caso do novo vírus acontece no Canadá. A primeira vitima é um garoto de 5 anos que acaba morrendo. Os médicos e enfermeiras que tiveram contato com ele acabam pegando o vírus e vão o transmitindo para seus outros colegas de trabalho, familiares e desconhecidos. Em pouco tempo, o número de internados com febre aumenta consideravelmente.

22 de agosto de 2008: Um americano que estava no Canadá acaba se contaminando e leva o vírus com ele para os Estados Unidos. Logo, os números de internados com febre também aumenta no país, mas os médicos alegam que o vírus desconhecido não representa uma ameaça para todos. No entanto, o número de mortos começa a crescer e surge um novo sintoma: hemorragia grave.

25 de setembro de 2008: O vírus apresenta outros sintomas e a população mundial começa a temer a doença. No Canadá, as aulas são suspensas para tentar evitar que a propagação continue a acontecer em grande escala. Nos EUA, o próprio Presidente George W. Bush é contaminado pelo vírus e levado às pressas ao hospital em estado grave. Começam a surgir boatos entre a população de que os insetos também transmitem o vírus desconhecido. Surgem os primeiros casos de pessoas contaminadas pelo vírus na Europa e na Ásia.

26 de setembro de 2008: Todos os países da América do Sul fecham seus aeroportos e suas fronteiras para evitar que o vírus chegue ao continente.

27 de setembro de 2008: Temendo que o vírus chegue até Roma, o Papa Bento XVI e todos os membros da Igreja Católica decidem sair da Europa. Todos partem de helicóptero até a America do Sul, onde uma parte do Rio de Janeiro se torna o novo Vaticano por periodo indeterminado. Após a chegada do papa, todos os países do continente fecham seus espaços aéreos.

1 de outubro de 2008: O candidato do Partido Democrata à presidência dos EUA, Barack Obama, passa mal durante um discurso em um comício e é levado até o hospital. Ele estava contaminado pelo vírus e acaba falecendo no dia seguinte. Joe Biden se torna o novo candidato do Partido Democrata à presidência dos EUA.

5 de outubro de 2008: O presidente dos EUA, George W. Bush, que estava em coma induzido, acaba morrendo. Dick Cheney toma posse como novo presidente dos EUA e escolhe John McCain como seu vice-presidente. Ele cancela as eleições presidenciais, alegando que isso encorajaria amontoar várias pessoas no mesmo lugar. As aulas são suspensas e é decretada Lei Marcial em todo o país. No Canadá, a Lei Marcial já estava em vigor mas mesmo assim a maioria da população do país morre, sobrando apenas membros do governo e suas famílias. Seguindo a recomendação do Serviço Secreto, o Presidente Cheney nunca sai da Casa Branca, mas como ele teve contato com Bush antes dele ser internado, descobre-se que ele também foi contaminado e os primeiros sintomas começam a aparecer.

8 de outubro de 2008: Quando fica constatado que o Presidente Cheney também foi contaminado, ele é isolado, mas também acaba falecendo. John McCain toma posse como novo presidente dos EUA. Como Sara Palin, a candidata do Partido Republicano à vice-presidência, também foi contaminada e faleceu, McCain escolhe, dentre os membros do Congresso que estavam refugiados na Casa Branca, Ron Paul como novo vice-presidente. Todos os países da Europa e da Ásia também decretam Lei Marcial e o vírus chega à Grã-Bretanha, ao Oriente Médio e à África. Enquanto isso, os cientistas ainda não descobriram uma cura para o vírus mas descobriram que a contaminação também vem pela água.

10 de novembro de 2008: Após muitas dúvidas e incertezas, o governo brasileiro permite que a Família Real britânica venha para o país para se refugiar do vírus que está matando toda a população britânica. Após sua chegada, o governo brasileiro anuncia que não vai mais permitir a entrada de pessoas que venham dos continentes contaminados pelo vírus.

2 de dezembro de 2008: Nos EUA, toda a população está morta, exceto os que estão refugiados na Casa Branca, que sobreviveram devido ao grande estoque de comida e água não contaminada. Através das câmeras na casa, o Presidente McCain faz um discurso que é transmitido para as TVs em todo o mundo. Ele pede refúgio em algum país da América do Sul. Ele se refere ao vírus como "Destruction", que acaba se tornando seu nome oficial.

4 de outubro de 2008: Indo contra sua própria advertência, o governo brasileiro permite que políticos dos EUA, Canadá, Rússia, Cuba e vários outros países se refugiem no país. Outros países da América do Sul são contra essa decisão, afirmando que o Brasil pode ter condenado todo o continente.

Atualmente, os cientistas ainda não encontraram uma cura definitiva para o "Destruction", mas as pesquisas continuam.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.