História alternativa Wiki
Advertisement
Eleição de liderança do PTB em 2023
2017 ←
11 de julho de 2023 (primeiro turno)
18 de julho de 2023 (segundo turno)


  P060094-190047 (cropped) Australian Labor Party Leader Anthony Albanese MP (cropped - tight)
Candidato Ester Tertuliano Antonio Albanese
Natural de Distrito Federal Nova Galiza
Votos 4,858,422 (73,72%) 1,732,210 (26,28%)




Líder antes da eleição

Carlota Chancers

Líder eleito

Ester Tertuliano

As eleições de liderança do PTB em 2023 ocorreu no dia 11 de julho de 2023 pelo primeiro turno e o segundo turno está previsto para o dia 18. As eleições servem para substituir a liderança de quase 6 anos de Carlota Chancers, atual líder da oposição desde 2018. A vencedora da votação, Ester Tertuliano tomaria posse como líder do partido em 19 de julho.

A parlamentar e ex-americoparlamentar, Ester Tertuliano desde o inicio dos debates vinha de um enorme crescimento nas pesquisas, mostrando ser a favorita na disputa. No dia da votação, Tertuliano obteve 48% dos votos válidos, por pouco vencendo no primeiro turno, enquanto o segundo colocado, Antônio Albanese obteve 30%, fazendo com que ele concorresse junto com Tertuliano para o segundo turno.

Pelo segundo turno, Tertuliano teve ainda mais popularidade do que Albansese, visto pelo seu ótimo desempenho nos debates do segundo turno, trazendo muita confiança aos membros do partidos. Nos resultados do segundo turno, Tertuliano obteve mais de 70% dos votos, enquanto Albanese teve 26% e ainda perdeu votos do primeiro turno, mostrando a sua perda na popularidade de liderança.

Contexto[]

Liderança de Carlota[]

Governo Gleisor e sua ruptura (2017-2019)[]

Governo Doria (2019-)[]

Candidaturas[]

Desde a oficialização das candidaturas em 1 de julho de 2023, foram confirmados apenas três, sendo eles:

Candidato Idade e naturalidade Cargos ocupados
Elly Schlein in 2023 (cropped)
Ester Tertuliano [1]
11 de julho de 1987

(36 anos)

Recife, Distrito Federal

Membra do Parlamento Nacional

(2019-)

Anthony Albanese Portrait 2022
Antônio Albanese [2]
7 de janeiro de 1965

(58 anos)

Ninópolis, Nova Saxônia

Chanceler do Brasil

(2011-2017)

Richard Marles in Feb 2023
Heitor Marie [3]
16 de dezembro de 1970

(52 anos)

Rio de Janeiro, Rio de Janeiro

Membro do Parlamento Nacional

(2004-)

Debate[]

Os debates para a eleição de liderança foi organizada pela sua primeira vez pela emissora de televisão, Sistema de Rádio Brasileiro (SRB), que vinha planejando o debate desde o anúncio de renúncia de Carlota Chancers como líder do partido em 2 de junho de 2023.

Foi a segunda vez em que uma emissora de televisão decidiu realizar um debate das eleições de liderança de um partido, a primeira foi em 2018 quando fizeram os debates sob a futura liderança do PSDB, na época disputado pelos tucanos, Doria e Tompense.

Debate da eleição de liderança do PTB em 2023
Data e Localização Emissora Moderadores Audiências Participantes
Participantes
Albanese Tertuliano Marie
1 3 de julho

Recife

SRB Ana Calvacante 44,322,588 P P P
2 8 de julho

Paulista

49,283,555 P P P
Segundo Turno
1 16 de julho

Paulista

SRB Fábio Aurora 55,321,558 P P -

Pesquisas[]

Segundo Turno (Tertuliano vs Albanese)[]

Pesquisas do segundo turno das eleições de liderança do PTB em 2023 (Universo 26)
Data de pesquisa Agregador Tamanho da amostra Tertuliano Albanese Vantagem
11 Jul Tertuliano e Albanese concorrem ao segundo turno
8-9 Jul 2,000 60,2% 39,8% 20,4%
3-5 Jul 3,500 55,3% 44,3% 11%
1 Jul 2,000 46,9% 53,1% 6,2%
25-26 Jun 1,500 44% 56% 12%
20 Jun 1,000 41,3% 58,7% 17,4%
10 Jun 1,200 43,8% 56,5% 15,4%
5 Jun 850 39,6% 60,4% 20,8%
1 Jun 1,000 38,6% 61,4% 22,8%

Primeiro Turno[]

Pesquisas sobre a liderança do PTB em 2023 (Universo 26)
Data de pesquisa Agregador Tamanho da amostra Tertuliano Albanese H. Marie Beatriz T. Marie Vantagem
9-10 Jul 2,660 48% 30.9% 20.3% - - 17,1%
4-5 Jul 2,500 46.2% 29% 24.7% - - 17,2%
18-20 Jun 2,300 31,2% 38.7% 30,5% 7,5%
17 Jun Claudia Beatriz desiste de sua pré-candidatura[4]
10 Jun 5,000 22% 38,1% 32,9% 7% - 5,2%
5 Jun Heitor Marie anuncia sua candidatura[5]
2 Jun Teresa Marie confirma que não irá concorrer as eleições de liderança[6]
29 Mai 1,500 14% 24% - 5% 57% 33%
22 Abr 880 7,8% 33% - 4,2% 54% 21%
5 Mar 500 10.9% 29% - 5,1% 55% 26%

Resultados[]

Como quase previsto nas pesquisas, os candidatos participantes da eleição tiveram quase a mesma porcentagem que como era previsto nas últimas pesquisas gerais. Tertuliano tendo 48%, Albanese 30% e Marie com 20%. A eleição teve uma participação de 72% dos membros do PTB, a maior desde 2007.

Ester Tertuliano, uma grande favorita das eleições desde o finalzinho da corrida para o primeiro turno obteve 3,833,267, representando 48,44% dos votos. O ex-chanceler, Antônio Albanese tinha sido favorito até a ascensão da popularidade de Tertuliano e recebeu 2,451,123 dos votos, representando 30,97%, fazendo dele o segundo mais votado. O Marido de Teresa Marie e o terceiro colocado, Heitor Marie acabou por receber 1,629,133, representando 20,59% dos votos. Por conta de nenhum dos candidatos não terem conseguido alcançar mais de 50%, os dois colocados acabara por disputar o segundo turno marcado para o dia de 20 de junho.

Pelo segundo turno no dia 18 de julho, Tertuliano aumentou ainda mais a confiança na sua liderança do PTB, mostrando ser uma experiente política e sendo bastante pensativa e compreensiva durante o debate de 15 de julho. Tertuliano obteve mais de 70% dos votos, enquanto Albanese perdeu os seus 500,000 votos para Tertuliano, a quinta vez que ocorre em uma liderança no partido.

Candidatos Primeiro Turno Segundo Turno
Votos % Votos %
Ester Tertuliano 3,833,267
48,4 / 100
4,858,422
73,7 / 100
Antônio Albanese 2,451,123
30,9 / 100
1,732,210
26,2 / 100
Heitor Marie 1,629,133
20,5 / 100
Total 7,913,523 100% 173,470 100%

Referências[]

  1. Tertuliano havia anuncia sua pré-candidatura em 5 de junho, sendo oficializada em 1 de julho.
  2. Albanese foi um dos primeiros candidatos a se interessar pela eleições e o primeiro a anunciar a sua pré-candidatura em 1 de junho.
  3. Heitor Marie anunciou sua pré-candidatura em 5 de junho, dois dias após o anúncio da retirada de Teresa na corrida para a liderança.
  4. Percebendo que estava ficando atrás nas pesquisas, Beatriz anunciou sua retirada em sua pré-candidatura, e afirmou que estava apoiando Tertuliano.
  5. Com o intuito de substituir a pré-candidatura de sua esposa, Heitor Marie anuncia sua que concorreria as eleições, ganhando inicialmente uma certa popularidade e ficando em segundo nas pesquisas. Apesar do anúncio de sua candidatura, Heitor não tinha toda a popularidade que Teresa possuía, isso devido a desconfiança de boa parte dos membros do PTB tinham sobre o sua gestão, considerada como ''despreparada''.
  6. Considerada como uma grande nome para liderar pela segunda vez o seu partido, Marie acabou por anunciar em um comunicado nas suas redes sociais que não iria disputar o cargo de líder do PTB. Em troca disso, afirmou que estava pretendendo se candidatar para o cargo de Américoparlamentar nas eleições de 2024.
Advertisement