essa hsitoria mostra se o libertador simon bolivar unificasse toda a america do sul

O primeiro passo para conseguir isso seria resolver os desentendimentos dentro da própria Grã Colômbia para impedir que a mesma se separasse,depois ele começaria uma série de campanhas expansionistas,provavelmente iriam se aliar aos argentinos e paraguaios que teriam sob controle.Talvez até o nosso Glorioso Império do Brasil fosse atacado já que Bolívar via a monarquia brasileira com desconfiança.

Índice

coisas que aconteceria[editar | editar código-fonte]

o país seria uma grande potencia economica mundial

america do sul seria o país mais grande do mundo com 17 mil 819,100 km quadrados superando a russia

a america do sul se expandiria da região da patagonia até a região latina dos estados unidos onde situa-se a california

seria o terceiro país mais povoado do mundo perdendo apenas para china e india

sua densidade seria de trinta habitantes por quilometro quadrado

a forma de governo seria republia federal democratica presidencialista

a capital do país seria a cidade de são paulo

o país estaria em primeiro lugar com maior numero de exercitos no mundo

o país teria capacidade de ter seu proprio armamento criado

o indice de desenvolvimento humano seria um dos melhores

as ilhas malvinas e a guiana francesa pertenceriam a america do sul

o país teria quatro fuso horarios

seria o país com mais reservas de petroleo e uranio e seria o país que atravesaria ao hemisferio norte e sul

seria o país com muitos personagems historicos que ganhariam o premio nobel

estaria e quarto lugar com maior reserva de gás natural

o país teria presidentes e ditadores mas na maioria das vezes foram governados por militares desde bolivar até leonidas pires e o primeiro civil a ocupar a presidencia seria zacarias de gois

a america do sul iria influenciar a criação de outros paises:

republica do canada independente em 1835

republica do texas independente em 1836 (sendo o unico país a separar-se dos sul americanos)

republica da australia independente em 1854

republica da nova zelandia independente em 1856

estados confederados da america independente em 1860 (sendo o unico país escravocrata)

Historia america espanhola[editar | editar código-fonte]

revolução de bolivar[editar | editar código-fonte]

independencia dos estados latino americanos[editar | editar código-fonte]

Simon Bolivar e seu grande governo[editar | editar código-fonte]

unificação de venezuela,colombia,equador,bolivia e peru[editar | editar código-fonte]

unificação da america central e mexico[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Simon Bolivar 1813-1814[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Jose de San Martin 1814-1817[editar | editar código-fonte]

Unificação da Argentina e Chile[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Jose Miguel Carrera 1817-1820[editar | editar código-fonte]

Unificação do Uruguai[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Jose Gervasio Artigas 1820-1823[editar | editar código-fonte]

Artigas e o Artigismo[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Jose Bernardo de Tagle 1823-1825[editar | editar código-fonte]

Conflito contra o Brasil Imperial[editar | editar código-fonte]

Conquista do Amazonas[editar | editar código-fonte]

Unificação do Brasil[editar | editar código-fonte]

Morte de Jose Bernardo de Tagle[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Jose de la Riva Arguero 1825-1826[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Francisco de Assis Mascarenhas 1826-1829[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Jose Miguel de Velasco 1829-1832[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Bento Gonçalves da Silva 1832-1835[editar | editar código-fonte]

Renuncia de Bento e Conflitos de 1830[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Anastasio Bustamante 1835[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Fructuoso Rivera 1835[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Rafael Urdaneta 1835[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Juan Manuel de Rosas 1835-1838[editar | editar código-fonte]

Guerra Contra Rosas[editar | editar código-fonte]

Renuncia de Rosas[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Antonio Lopez de Santa Anna 1838[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Agustin Gamarra 1838-1841[editar | editar código-fonte]

Guerra de 1830-1880[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Vicente Rocafuerte 1841-1844[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Andres de Santa Cruz 1844-1847[editar | editar código-fonte]

Conflito Entre Peru e Bolivia[editar | editar código-fonte]

Caida de Andres de Santa Cruz e seu Exilio[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Jose Joaquin Prieto 1847-1850[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Carlos Soublette 1850-1853[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Justo Jose de Urquiza 1853-1856[editar | editar código-fonte]

Urquiza e seu grande governo[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Jose Tadeo Monagas 1856-1859[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Jose Rufino Echenique 1859-1862[editar | editar código-fonte]

os Sul Americanos e os Estados Confederados[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Zacarias de Gois 1862-1865[editar | editar código-fonte]

Zacarias de Gois o Primeiro Civil na Presidencia[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Benito Juarez 1865[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Ramon Castilla 1865-1868[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Jose Antonio Paez 1868-1871[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Antonio Guzman Blanco 1871-1874[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Francisco Linares Alcantara 1874-1877[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Joaquin Crespo 1877-1880[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Joao Vieira Lins Cansanção Sinimbu 1880-1883[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Joao Mauricio Wanderley 1883-1886[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Rafael Nunez Moledo 1886-1889[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Prudente de Morais 1889-1892[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Eloy Alfaro 1892-1904[editar | editar código-fonte]

Alfaro e o Alfarismo[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Cipriano Castro 1904-1908[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Julio Argentino Roca 1908-1911[editar | editar código-fonte]

Golpe Contra Roca[editar | editar código-fonte]

a Ditadura dos 50 anos[editar | editar código-fonte]

Ditadura de Juan Vicente Gomez 1911-1935[editar | editar código-fonte]

Ditadura de Getulio Vargas 1935-1945[editar | editar código-fonte]

a America do Sul na Segunda Guerra Mundial[editar | editar código-fonte]

Ditadura de Flores da Cunha 1945-1953[editar | editar código-fonte]

Fim da Primeira Didatura[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Juan Domingo Peron 1953-1956[editar | editar código-fonte]

Peron e o Peronismo[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Jacobo Abenz 1956[editar | editar código-fonte]

tentativas de reformas promovida por abenz[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Victor Raul Haya de la Torre 1956-1963[editar | editar código-fonte]

o Populismo de Haya de la Torre[editar | editar código-fonte]

Che Guevara e o Comunismo Sul Americano[editar | editar código-fonte]

Caida de Haya de la Torre[editar | editar código-fonte]

a Ditadura dos 30 anos 1963-1997[editar | editar código-fonte]

Ditadura de Ovando Candia 1963-1973[editar | editar código-fonte]

Ditadura de Augusto Pinochet 1973-1980[editar | editar código-fonte]

Ditadura de Alfredo Stroessner 1980-1990[editar | editar código-fonte]

Ditadura de Leonidas Pires 1990-1997[editar | editar código-fonte]

Conflitos por toda a america do sul[editar | editar código-fonte]

Fim da Ditadura e a Redemocratização[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Eneas Carneiro 1997-2004[editar | editar código-fonte]

as grandes reformas de eneas[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Pedro Carmona Estanga 2004-2007[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Ricardo Lagos 2007-2010[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Fernando de la Rua 2010-2014[editar | editar código-fonte]

Presidencia de Alvaro Uribe 2014-atual[editar | editar código-fonte]

A America do Sul Hoje[editar | editar código-fonte]

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.