FANDOM


Nota: Caso queiram colocar alguma sugestão para essa História, coloque na parte de discussão, para saber o que discutir e determinar o que pode ser colocado ou não. Massacote.01 (discussão) 01h00min de 6 de Janeiro de 2016 (UTC)

Nota²: Também não quero causar alguma intriga por aqui. Gostaria de conversar com a pessoa que apagou os dados do artigo, numa boa. Sim, claro a ideia foi bem feita, porém, muito futurista pro momento. Massacote.01 (discussão) 21h34min de 7 de Janeiro de 2016 (UTC)

O que aconteceria se a web que conhecemos fosse originalmente inventada no Brasil? Seriamos um país avançado em tecnologia e comunicação? Como seria essa internet?

Chatexe

Reconstrução da primeira conversa usando o serviço de internet.

OrigemEditar

No ano de 1986, dois estudantes, Carlos Luiz de Sousa e Hugo Camargo Vernucci, conseguem estabelecer uma conexão entre suas casas com dois computadores. A conexão entre eles é falha durante o desenvolvimento, porém eles conseguem arrumá-la mais tarde. Os dois estudantes conseguem o apoio de amigos e colegas de estudo e assim fundam a ASCOM (Agência de Serviço de Comunicação), que mais tarde se chamaria ASCOM-USP. A Internet foi batizada de Interrede (Rede Interligada).

A ASCOM-USP, logo, coloca no mercado o seu primeiro produto, o "Disquete de Comunicação de Computadores", que se torna um enorme sucesso na cidade de São Paulo.

A conexão com a Internet ainda era primitiva, sendo usada por Dial Modem ou conexão por telefone, que levava 47Kb.

1987: Criação da National Virtual NetworkEditar

Em um dos laboratórios de informática da USP, é criado o servidor National Virtual Network (NVN) com três sites: o da USP, o da ASCOM e um para testes da rede. Neste ano, os projetos da ASCOM ganham repercussão internacional e em  1988, lança-se a última versão do Disquete de Comunicação de Computadores da USP, o mais avançado e vendido deles.

1988: Navegador da InternetEditar

Vendas1990ib

Maior número de vendas nos países: Verde: ProbeOS 1 Vermelho: Mac OS 7 Azul: Windows 3.0

O primeiro navegador de Internet é feito num computador por Valério Rodrigues e Carlos Luiz, que teve o nome de Interrede Access.

1990: O primeiro sistema operacional brasileiroEditar

A ASCOM, logo, consegue criar o primeiro sistema operacional do Brasil, o ProbeOS. Foi considerado um OS moderno, contava com um grande armazenamento e vinha com o DCC e o Interrede Access. Foi colocado no mercado para competir com o Windows 3.0 e ao Mac OS "System 6" (e, mais tarde, o "System 7"). O ProbeOS teve um grande sucesso que garantia a fabricação de futuros sistemas operacionais.

1993: ProbeOS AvenueEditar

Em 1993, é lançado o ProbeOS Avenue, sucessor do ProbeOS 1. Novamente, um sucesso. Foi também o primeiro sistema operacional da ASCOM a ser o mais vendido nos Estados Unidos. Competiu com o Windows 95 e o Mac OS 7 e 8.

1995: Ano de inovaçõesEditar

Na Unicamp, com o auxílio da alunos da USP e da UFRJ, consegue-se criar um novo método de conexão à Interrede chamado de Fast-Access Connection. Era uma simples caixa que conectava fios ao computador e servia como um complemento para aumentar a velocidade do Dial Modem, mas depois percebeu-se que funcionava sem o próprio Dial Modem.

A ASCOM, assim, vende o Modem Fast-Access Connection, equivalente à nossa banda larga. O produto inicialmente é utilizado como um serviço privado, porém, mais tarde, a ASCOM leva o serviço inovador ao público. No início, o serviço de Fast-Acess era por via de cabos.

Fast-Acess Connection no exteriorEditar

Os modems da ASCOM eram exportados primeiramente para vizinhos como Argentina, Paraguai e Uruguai. Pouco tempo de depois, eram exportados também para países como China e Estados Unidos e para o continente europeu.

CadeIB

Tela inicial do 'Cadê?'

Cade.com.brEditar

Em setembro de 1995, surge o maior site de buscas da interrede (nessa OTL): o 'Cadê?'. Criado por Gustavo Viberti e Fábio de Oliveira, o 'Cadê?' foi introduzido como uma empresa promissora na Interrede.

1996: Aniversário da InterredeEditar

1996 foi o ano do 10º aniversário da Interrede. Com isso, a ASCOM criou diversas coisas para celebrar esses 10 anos. Entre elas:

  • A edição comemorativa do ProbeOS Avenue;
  • O DCC, que mudava o nome para CDCC;
  • A criação de fóruns em seu site (nvn.ascom.br/site/forums.htm)
  • e a inauguração de subsedes da ASCOM em outros lugares no mundo:
    • América do Norte: Boston, EUA
    • Europa: Porto, Portugal
    • Ásia: Beijing, China
    • África: Cairo, Egito*
    • Oceania: Wellington, Nova Zelândia
    • America do Sul: Buenos Aires, Argentina

"*"= Mais tarde, em 2010, mudou-se a subsede do Cairo para Joanesburgo por causa de tensões no local, além de que a mudança possivelmente traria mais lucro à empresa.

1997: PicpacEditar

Ver também: Quinta Geração de Consoles

Ascompicpac

O Video-Game, PicPac.

Em 1997, a ASCOM entra no ramo dos videogames com o lançamento do Picpac, que havia sido anunciado pela primeira vez em 1994 sob o codinome "ASCOM's Virtuagame".

O PicPac foi um console moderno e com a capacidade de conexão com a Interrede. Seus maiores jogos foram FIFA 97, F1 Seasons e 007 Goldeneye.

1999: ASCOM em crise e fusão com a SEGAEditar

Em 1999, a ASCOM entra em sua pior crise da história. A empresa chega a ameaçar fechar as portas. No entanto, uma salvação veio: a empresa funde-se com a SEGA, criando a ASCOM-SEGA. Ainda em 1999, lança o ProbeOS Millenium, iniciando uma era de ouro da fusão entre as empresas.

2000: Nova EraEditar

No ano 2000, A ASCOM-SEGA anuncia um novo projeto de videogame com o codinome "ASCOM Regnum". Há também a criação de um sistema novo chamado de Fast-Wireless Connection.

2002: 'Cadê?' compra o 'Yahoo!'Editar

Em 2002, o 'Cadê?' compra do mecanismo de busca 'Yahoo!'. Todos os e-mails do Yahoo são transferidos para o Cadê.

2004: Lançamento do NeptuneEditar

Ascomneptune

ASCOM Neptune

Em 2004, a ASCOM-SEGA lança seu novo videogame, o ASCOM Neptune, que se torna uma forte concorrência no mercado. O seu formato era similar ao de um computador e vinha com o sistema operacional ProbeOS Gamer modificado para ser utilizado como computador e videogame.

Ainda no mesmo ano, há a criação da rede social Orkut pelo engenheiro do 'Cadê?', Orkut Büyükkökten.

2005: Uma nova época e desfusão com a SEGAEditar

No início do ano de 2005, a fusão da ASCOM com a SEGA é desfeita. Com isso, a ASCOM inicia a produção de um novo sistema operacional. A internet adquire forte poderio na mão de brasileiros.

Começa a existir o maior serviço de compartilhamentos de vídeos da Internet, o YouTube.

A ASCOM anuncia o seu novo ProbeOS, o ProbeOS DX.

Computador3d

Observe o botão 3D do lado direito.

2007: Novas descobertas Editar

Em 2006, a ASCOM lança o Projeto Probe-Jarvis, que consiste em criar um computador com um sistema 3D.

O projeto havia sido criado para ser algo inovador por sua nova ferramenta: um botão que fornece visão tridimensional do computador mesmo sem o auxílio dos óculos 3D (semelhante ao 3DS da NLT). Apesar do notebook ser pouco limitado, tinha impressionantes recursos.

O computador é anunciado na E3 de 2007, em que visitantes podem testar o seu programa de pinturas tridimensionais.

2008: O 3D no mundo, a compra da CCE e o ZeeboEditar

No dia 1 de fevereiro de 2008, o notebook 3D da ASCOM é lançado no Brasil e se torna um sucesso imenso.

Em maio, a empresa é forçada a retirar o seu produto do mercado pela ferramenta 3D da máquina ter feito várias crianças entre três e oito anos pararem em hospital. A empresa concorda em atualizar o notebook para alertar os consumidores dos riscos.

Zeebo

Zeebo.

Em setembro, a ASCOM compra a CCE, que fica com a parte no ramo da construção dos computadores da empresa. No mesmo mês, a ASCOM anuncia uma parceria com a TecToy, Qualcomm e outras empresas para a criação de um console, batizado de Zeebo.

2009: ZeeboEditar

No dia 25 de maio de 2009, o console Zeebo é lançado exclusivamente nas cidades do Rio de Janeiro e São Paulo, em lojas on-line e para teste no mercado. Seu preço inicial é de R$ 1.800,00 e traz consigo seis jogos na memória: FIFA Soccer 09, Need for Speed: Carbon, Europa Universalis III e dois jogos da série de Touhou ProjectUndefined Fantastic Object e Touhou Hisotensoku.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.