História alternativa Wiki
Advertisement
Mato Grosso
—  Município do Brasil  —
Vila Bela da Santíssima Trindade do Mato Grosso
Vila Bela de Mato Grosso
Vila Bela Flag
Bandeira
Vila Bela da Santíssima Trindade Coat
Brasão
Plano da capital de Vila Bela do Mato Grosso
Mapa português de Vila Bela da Santíssima Trindade do Mato Grosso, primeira capital da Capitania de Mato Grosso.
País Flag of the Empire of Brazil (ParadoXus) Brasil
Unidade federativa Mato Grosso
Fundação 19 de março de 1752
Governo
 - Prefeito Jacob Andre Bringsken
População (2024) 1,328,356 hab.
Fuso horário UTC -4

Mato Grosso é uma cidade brasileira, localizada no estado homônimo, na região Centro-Oeste do país. A cidade tem uma história singular, marcada por altos e baixos, que remonta ao século XVIII, quando foi fundada como a primeira capital da Capitania de Mato Grosso, uma das divisões administrativas do Império Português na América do Sul.

A origem da cidade está ligada à descoberta de riquezas minerais na região do Rio Guaporé, que despertou o interesse de Portugal em povoá-la, temendo que os vizinhos espanhóis fizessem o mesmo. Foi, então, criada a Capitania de Mato Grosso e sua capital instalada em 19 de março de 1752 com o nome de Vila Bela da Santíssima Trindade. A cidade foi planejada seguindo os padrões urbanísticos da época, com ruas largas, praças, igrejas, palácios e casas nobres. Enquanto foi capital, obteve um progresso muito grande devido aos investimentos em infraestrutura e incentivos fiscais para os novos moradores. A cidade chegou a ter cerca de 20 mil habitantes, sendo considerada uma das mais importantes e prósperas da América do Sul. No entanto, as dificuldades de povoar a região (distância, doenças, falta de rotas comerciais, a ameaça de ataques de nativos hostis) e o estabelecimento de um importante centro comercial em Cuiabá acabaram forçando a transferência da capital em 1835. A partir daí, a cidade entrou em um processo de decadência e abandono, que durou mais de um século. Os moradores deixaram a região, deixando casas, estabelecimentos comerciais e escravos para trás. A cidade ficou praticamente deserta, sendo habitada apenas por alguns remanescentes, que viviam em condições precárias. A cidade passou a ser chamada de Mato Grosso, em referência ao seu estado.

A região só voltou a receber um novo investimento sob o governo do presidente Juscelino Kubitschek e seu Plano de Metas, que propôs repovoar a cidade, já com a denominação de Mato Grosso. A partir deste plano, o governo de JK investiu na construção de novas vias de acesso à cidade e novos setores habitacionais para abrigar principalmente a população imigrante que o país recebia. O repovoamento da cidade do Mato Grosso teve seu início em 1957, e foi finalizada em 1961, sendo reinaugurada neste ano. A população da cidade do Mato Grosso foi aumentando rapidamente e, atualmente, Mato Grosso é a cidade mais populosa do estado de Mato Grosso, com cerca de 1,3 milhão de habitantes em 2024, mais que o dobro da população da capital do estado, Cuiabá.

A cidade do Mato Grosso é hoje um polo econômico, cultural e turístico da região, que preserva sua história e sua identidade. A cidade possui um rico patrimônio histórico e arquitetônico, que remete ao seu passado colonial, como as ruínas da Igreja Matriz de Vila Bela da Santíssima Trindade, o Palácio dos Capitães-Generais, o Mercado Central do Mato Grosso, entre outros. A cidade também se destaca pela sua diversidade étnica e cultural, fruto da mistura de povos indígenas, africanos, europeus e asiáticos que formaram sua população. A cidade possui uma forte expressão artística, que se manifesta em diversas formas, como a música, a dança, o teatro, a literatura, o artesanato, a gastronomia, entre outras. A cidade também é conhecida por suas belezas naturais, como o Parque Estadual Serra Ricardo Franco, que abriga uma das maiores cachoeiras do Brasil, a Cachoeira do Jatobá, com 248 metros de altura.

Advertisement