História alternativa Wiki
Advertisement
Partido Federal
Líderes Primeiro: Edimilson Machado (1848-1852)
Último: André Vitorino (1866-1870)
Fundador Charles Fonçeca
Lema Liberdade e Soberania para a nossa nação
Fundado em Outubro de 1848
Dissolvido em 8 de janeiro de 1870
Sucessor Partido Liberal (oficial)
Partido Republicano Brasileiro (Autoproclamado)
Sede Recife, DF
Membros  (1866) ~90,000
Ideologia Liberalismo
Liberalismo econômico
Federalismo
Nacionalismo Brasileiro
Abolicionista (A partir de 1855)
Espectro político Centro à Centro-direita
Cores      Verde
Parlamento Nacional (1870)
112 / 300

O Partido Federal (PF) foi um partido político brasileiro que existiu da Independência Brasileira de 1848 até sua divisão em 1870. Foi criado em meados de outubro de 1848 pelo pai da pátria[1], Charles Fonçeca, sendo considerado o primeiro partido político no Brasil. Sua principal ideologia política era o Federalismo e o Liberalismo Econômico baseado nas ideias do britânico, Adam Smith.

O Partido foi criado 10 dias após a independência brasileira, na qual foi formado por militares e políticos apoiantes do Iluminismo. Nas eleições de 1848, o partido obteve uma maioria absoluta pelo parlamento nacional, onde manteve até a sua derrota eleitoral para os conservadores e escravagistas confederados nas eleições de 1868. Após sua derrota e a perda de influência política, o PF foi dissolvido em 1870, onde foi dividido pelo Partido Liberal e o Partido Republicano Brasileiro, um deles que governaria posteriormente o Brasil anos depois.

O PF foi o primeiro partido político a governar o Brasil, governado o país por 20 anos, período esse que ficou conhecido como a ''Era Liberal Verde''. Durante esses 20 anos, o PF estabeleceu políticas que fortaleceram as autonomias dos estados federativos, bem como foi responsável pela criação da constituição de 1849. A partir do governo de Floriano Canário, o PF começou a defender a abolição da escravidão e incentivou estados governados pelo partido a abolir a escravidão (como foi o caso do Rio de Janeiro, Mato Grosso e São Bento[2]). Tentou passar uma legislação de proibir nacionalmente a escravidão, que não foi passada pelos próprios membros do PF que temia uma guerra de secessão.

Referências[]

  1. ''Pai da Pátria'' se refere a um título de líder que foi responsável pela Independência de tal país. No caso do Brasil, Charles Fonçeca é indiscutivelmente considerado como o ''Pai da Pátria Brasileira''.
  2. Os três estados citados foram considerados os últimos estados federativos não-sulistas a abolirem a escravidão. Foi a partir daí que a industrialização começou com exceção de São Bento e Mato Grosso que manteve a dependência agrária na economia.
Advertisement