História alternativa Wiki
Advertisement
Vista aérea de Rubra (ParadoXus)

Vista aérea da cidade de Rubra.

Rubra (em intereslavo: Рубра) é uma cidade da Eslovanstina, localizada na região central do país. É a cidade mais populosa e a segunda mais importante da Eslovanstina, atrás apenas da capital, Sopron. Rubra foi construída entre 1998 e 2002, como parte das reformas econômicas que o governo da Eslovanstina iniciou em 1997. A cidade foi planejada para abrigar até 2 milhões de habitantes, principalmente imigrantes que chegavam ao país em busca de oportunidades. Rubra se tornou um polo de desenvolvimento econômico, político, militar e cultural da Eslovanstina, abrigando alguns dos mais importantes prédios do país, como a sede do Banco Central Eslovanstino, a sede do Departamento de Defesa da Eslovanstina, a sede do Departamento de Investigação da Eslovanstina e a sede das Forças Armadas da Eslovanstina. Além disso, Rubra possui nove instituições de ensino superior, um aeroporto internacional e cerca de 139 embaixadas e consulados internacionais.

História[]

A história de Rubra está intimamente ligada à história da Eslovanstina, um país que surgiu em 1991, após a Revolução Eslovanstina, motivada pela dissolução da União Soviética. A Eslovanstina enfrentou diversos desafios econômicos, sociais e políticos nos primeiros anos de sua independência, sofrendo com a inflação, o desemprego, a corrupção e a instabilidade. Em 1997, o governo da Eslovanstina iniciou um processo de reformas econômicas, visando a modernização do país, a abertura ao comércio internacional, a atração de investimentos estrangeiros e a integração à União Europeia. Como parte dessas reformas, o governo da Eslovanstina decidiu investir na construção de novas cidades, para abrigar principalmente a população imigrante que o país recebia, proveniente de ex-repúblicas soviéticas, da Ásia, da África e do Oriente Médio. O objetivo era criar cidades modernas, planejadas, sustentáveis e inclusivas, que oferecessem infraestrutura, serviços, educação, saúde, lazer e segurança aos seus habitantes.

Rubra foi uma dessas cidades construídas pelo governo da Eslovanstina. A construção de Rubra teve início em 1998, com a meta de que fosse uma cidade para abrigar até 2 milhões de habitantes. A cidade foi projetada por arquitetos, urbanistas, engenheiros, ambientalistas e sociólogos, que buscaram criar um espaço harmonioso, funcional e diverso. A cidade foi dividida em quatro distritos, cada um com suas características, serviços e equipamentos. A cidade foi dotada de um sistema de transporte público eficiente, que incluía metrô, ônibus, bicicletas e veículos elétricos. A cidade também foi equipada com um sistema de coleta e tratamento de resíduos, um sistema de captação e reuso de água, um sistema de geração e distribuição de energia renovável, um sistema de monitoramento e segurança, um sistema de comunicação e informação, e um sistema de gestão e participação cidadã. A cidade foi finalizada em 2002, sendo inaugurada neste ano, com a presença do presidente da Eslovanstina, do primeiro-ministro da Eslovanstina, de autoridades locais, de representantes de organizações internacionais e de personalidades da cultura, da ciência e do esporte.

A população da cidade de Rubra foi aumentando rapidamente, à medida que a Eslovanstina recebia um número maior de imigrantes, e logo se tornou a cidade mais populosa da Eslovanstina e a segunda mais importante do país, atrás apenas da capital, Sopron. Rubra se tornou um polo de desenvolvimento econômico, político, militar e cultural da Eslovanstina, abrigando alguns dos mais importantes prédios do país.

Geografia[]

Rubra está localizada na região central da Eslovanstina, a cerca de 50 km da capital, Sopron. A cidade ocupa uma área de 500 km², sendo cortada pelo rio Raba. A cidade tem um clima temperado continental, com quatro estações bem definidas. A temperatura média anual é de 15°C, variando entre 5°C no inverno e 25°C no verão. A precipitação média anual é de 800 mm, sendo mais frequente na primavera e no outono.

A cidade é dividida em quatro distritos: Norte, Sul, Leste e Oeste, cada um com suas características, serviços e equipamentos. O distrito Norte é o mais antigo e o mais populoso da cidade, concentrando a maior parte das atividades comerciais, financeiras, administrativas e diplomáticas. É onde se localizam alguns dos mais importantes prédios da Eslovanstina, como a sede do Banco Central Eslovanstino, a sede do Departamento de Defesa da Eslovanstina, a sede do Departamento de Investigação da Eslovanstina e a sede das Forças Armadas da Eslovanstina. O distrito Norte é caracterizado por sua arquitetura moderna, com prédios altos, de vidro e metal, que contrastam com o verde do rio Rubro e do parque Rubro, que atravessam o distrito. O distrito Norte é servido pela linha vermelha do metrô, que o conecta com os outros distritos da cidade.

O distrito Sul é o mais novo e o mais diverso da cidade, abrigando a maior parte da população imigrante, de diferentes origens, culturas, religiões e línguas. É onde se localizam as nove instituições de ensino superior da cidade, que oferecem cursos nas mais diversas áreas do conhecimento, desde as ciências exatas até as humanidades. É também onde se localiza o aeroporto internacional de Rubra, que recebe voos de vários países do mundo. O distrito Sul é caracterizado por sua arquitetura eclética, com prédios de diferentes estilos, cores e materiais, que refletem a diversidade de seus habitantes. O distrito Sul é servido pela linha azul do metrô, que o conecta com os outros distritos da cidade.

O distrito Leste é o mais rico e o mais sofisticado da cidade, abrigando a maior parte da população de alta renda, que trabalha nas áreas de tecnologia, inovação, pesquisa e desenvolvimento. É onde se localizam alguns dos mais avançados laboratórios, centros de pesquisa, incubadoras e startups da Eslovanstina, que atuam nas áreas de biotecnologia, nanotecnologia, inteligência artificial, robótica, energia, entre outras. É também onde se localizam alguns dos mais luxuosos hotéis, restaurantes, shoppings, cinemas, teatros e museus da cidade. O distrito Leste é caracterizado por sua arquitetura futurista, com prédios inteligentes, sustentáveis e interativos, que se integram à paisagem da cordilheira Rubra, que oferece uma vista panorâmica da cidade. O distrito Leste é servido pela linha verde do metrô, que o conecta com os outros distritos da cidade.

O distrito Oeste é o mais verde e o mais tranquilo da cidade, abrigando a maior parte da população de baixa renda, que trabalha nas áreas de agricultura, indústria, serviços e comércio. É onde se localizam alguns dos mais importantes projetos sociais, ambientais e culturais da cidade, que visam a melhoria da qualidade de vida, a preservação da natureza e a valorização da cultura local. É onde se localizam alguns dos mais belos parques, jardins, lagos, cachoeiras e trilhas da cidade. É também onde se localizam alguns dos mais tradicionais mercados, feiras, festivais e eventos da cidade, que celebram a gastronomia, a música, a dança, o artesanato e o folclore da Eslovanstina. O distrito Oeste é caracterizado por sua arquitetura rústica, com prédios de madeira, pedra e tijolo, que se harmonizam com o azul do rio Raba, que atravessa o distrito. O distrito Oeste é servido pela linha amarela do metrô, que o conecta com os outros distritos da cidade.

Demografia[]

Rubra é a cidade mais populosa da Eslovanstina, com uma população estimada em 2,5 milhões de habitantes, segundo o censo de 2020. A cidade tem uma densidade populacional de 5 mil habitantes por km², sendo a mais densa do país. A cidade tem uma taxa de crescimento populacional de 3% ao ano, sendo a mais alta do país. A cidade tem uma composição étnica diversa, com cerca de 60% da população sendo de origem europeia, 20% sendo de origem asiática, 10% sendo de origem africana e 10% sendo de origem de outras regiões. A cidade tem uma composição religiosa plural, com cerca de 40% da população sendo de religião cristã ortodoxa, 20% sendo de religião cristã católica, 10% sendo de religião muçulmana, 5% sendo de religião judaica, 3% sendo de religião budista e 22% sendo de religião de outras crenças ou sem religião. A cidade tem uma composição linguística variada, com cerca de 70% da população falando o intereslavo como língua materna, 10% falando o tcheco como língua materna, 10% falando o eslovaco como língua materna, 5% falando o húngaro como língua materna e 5% falando outras línguas como língua materna. A cidade tem uma distribuição etária equilibrada, com cerca de 20% da população sendo de 0 a 14 anos, 60% sendo de 15 a 64 anos e 20% sendo de 65 anos ou mais. A cidade tem uma distribuição de gênero paritária, com cerca de 50% da população sendo do gênero feminino e 50% sendo do gênero masculino. A cidade tem uma distribuição de renda desigual, com cerca de 10% da população vivendo abaixo da linha da pobreza, 40% vivendo na classe baixa, 40% vivendo na classe média e 10% vivendo na classe alta.

Economia[]

Rubra é a segunda cidade mais importante da Eslovanstina, atrás apenas da capital, Sopron, em termos econômicos. Rubra contribui com cerca de 20% do Produto Interno Bruto (PIB) da Eslovanstina, que é de 932 bilhões de euros, segundo dados de 2023. Rubra tem uma economia diversificada, baseada nos setores de serviços, indústria, tecnologia, comércio e agricultura. Rubra é um polo de serviços, abrigando a sede do Banco Central Eslovanstino, que é o órgão responsável pela política monetária, pela emissão de moeda e pela regulação do sistema financeiro do país. Rubra também abriga a sede do Departamento de Defesa da Eslovanstina, que é o órgão responsável pela política de segurança, pela defesa nacional e pela coordenação das Forças Armadas da Eslovanstina. Rubra também abriga a sede do Departamento de Investigação da Eslovanstina, que é o órgão responsável pela política de justiça, pela investigação criminal e pela cooperação internacional. Rubra também abriga a sede das Forças Armadas da Eslovanstina, que são compostas pelo Exército, pela Aeronáutica e pela Guarda Nacional. Rubra também abriga cerca de 139 embaixadas e consulados internacionais, que representam os países com os quais a Eslovanstina mantém relações diplomáticas.

Rubra é um polo de indústria, abrigando alguns dos mais importantes parques industriais da Eslovanstina, que produzem bens de consumo, bens de capital, bens intermediários e bens duráveis. Rubra também abriga alguns dos mais importantes polos de tecnologia, inovação, pesquisa e desenvolvimento da Eslovanstina, que atuam nas áreas de biotecnologia, nanotecnologia, inteligência artificial, robótica, energia, entre outras. Rubra também abriga alguns dos mais avançados laboratórios, centros de pesquisa, incubadoras e startups da Eslovanstina, que geram conhecimento, patentes, produtos e serviços de alto valor agregado.

Rubra é um polo de comércio, abrigando alguns dos mais importantes centros comerciais da Eslovanstina, que oferecem uma variedade de produtos e serviços aos consumidores. Rubra também abriga alguns dos mais importantes mercados, feiras, festivais e eventos da Eslovanstina, que promovem a troca, a venda, a compra e a divulgação de produtos e serviços locais, regionais, nacionais e internacionais. Rubra também abriga o aeroporto internacional de Rubra, que recebe voos de vários países do mundo, facilitando o transporte de passageiros e de cargas.

Rubra é um polo de agricultura, abrigando alguns dos mais importantes projetos agrícolas da Eslovanstina, que produzem alimentos, fibras, biocombustíveis e outros produtos agrícolas. Rubra também abriga alguns dos mais importantes projetos sociais, ambientais e culturais da Eslovanstina, que visam a melhoria da qualidade de vida, a preservação da natureza e a valorização da cultura local. Rubra também abriga alguns dos mais belos parques, jardins, lagos, cachoeiras e trilhas da Eslovanstina, que oferecem contato com a flora e a fauna de Rubra, que abriga diversas espécies de plantas e animais.

Advertisement