FANDOM


São Vicente, officialmente, Cidade de São Vicente, he um municipio do Districto de Santos, na Região da Serra do Mar, na provincia de São Paulo, no Brazil. A sua população estimada pelo Instituto Brasileiro de Geographia e Estatistica para 1° de Julho de 2017 era de 360.380 habitantes, sendo a segunda cidade mais populosa do litoral paulista, ficando atras apenas de Santos. A sua area he de 148,424 km², o que resulta numa densidade demográfica de 2.378,59 habitantes por kilometro quadrado.

Surgida no anno de 1532, foi a primeira villa da America Portugueza, fundada por Martim Afonso de Sousa conforme ordens do Rei de Portugal, D. João III, em uma ilha descoberta na expedição de Gaspar de Lemos, em 1502, que a batizou em homenagem a São Vicente Martir (de acordo com registros de Americo Vespucio). Em 22 de agosto de 1532, occorreu a primeira eleição da America, em que foram escolhidos os primeiros officiaes da Camara, actualmente equivalente ao cargo de vereador. Hoje, a cidade, situada na metade occidental da Ilha de São Vicente, que compartilha com Santos, baseia a sua economia no commercio, e turismo.

Parte do municipio se-estende pelo continente, em duas porções distinctas: o bairro de Japuhy, ligado á cidade por uma ponte construhida em 1914 pelo engenheiro Saturnino de Britto no caminho, que ruma á Praia Grande, e o districto de Samaritá, que inclui também os bairros do Jardim Humaitá, Parque Continental, Parque das Bandeiras, Jardim Rio Branco, Samaritá, Villa Emma, e o Quarentenario, situados ao longo da rodovia Padre Manuel da Nobrega, entre Cubatão, Praia Grande, e os contrafortes da Serra do Mar.

Historia Editar

Por volta do anno 1000, indios tupis procedentes da Amazonia conquistaram a região actualmente occupada por São Vicente, expulsando, para o interior, os seus habitantes anteriores (os chamados tapuias). Quando a expedição portugueza commandada por Gaspar de Lemos chegou ao Brazil, em 22 de janeiro de 1502, deu, á ilha, o nome de São Vicente, em homenagem a Vicente de Saragoça, um dos padroeiros de Portugal. O local, no entanto, já era conhecido pelos indios tupiniquins que a habitavam como ilha de Gohayo.

Outro fidalgo portuguez, Martim Afonso de Sousa, nomeado pelo Rei de Portugal D. João III donatario de duas capitanias hereditarias, que incluhiam a ilha, foi enviado pela Coroa portugueza para explorar a nova colonia, e colocar marcos territoriaes no litoral atlantico, e no Rio da Prata. Fundou, então, a villa de São Vicente em 22 de janeiro de 1532, com opposição dos nativos locaes.

Martim Afonso instalou, então, na sua nova villa, os symbolos do poder organisado, construhindo um pelourinho, uma egreja, e uma câmara, e realisando, em 22 de agosto de 1532, as primeiras eleições em todo o continente americano. Como atividade economica da nova villa, começou a cultura da cana-de-assucar, e a instalação de engenhos para a manufatura do assucar, principal produto do periodo colonial. Mas a implantação deste esquema exigiu atividades complementares, consideradas secundarias, porém fundamentaes para a produção assucareira. Estas eram a pecuaria, e a agricultura de subsistencia. As primeiras cabeças de gado a chegarem ao Brazil vieram do archipelago de Cabo Verde, em 1534, para a capitania de São Vicente.

Guerra do Iguape Editar

Esta batalha occorreu entre os annos de 1534, e 1536, na região de São Vicente. Em virtude de uma interpretação particular do Tratado de Tordesilhas, alguns espanhoes, liderados por Ruy Garcia de Moschera, instalaram-se nos arredores da capitania vicentina. Aliados aos indios carijos, fundaram uma villa (a I-Caa-Para), e venceram algumas batalhas contra corsarios francezes. Quando as forças de defesa luso-brazileiras enfrentaram o contingente espanhol, foram prontamente derrotadas. Em contrapartida, Garcia de Moschera, e os seus seguidores embarcaram no navio francez, e attacaram a villa de São Vicente, que saquearam e incendiaram, levando inclusive o Livro do Tombo, deixando-a praticamente destruhida, matando dois terços dos seus habitantes. No entanto, em virtude das incursões systematicas das forças luso-brazileiras (que arregimentaram outros indios rivais, "de serra acima", cf. Donato, p. 89), os espanhoes foram forçados a se-retirarem: primeiro, para a Ilha de Santa Catharina e, depois, para Buenos Aires. Barreto (1958) menciona o episodio do saque de São Vicente por Moschera, porém datando-o de 1537 (op. cit., p. 258).

Symbolos municipaes Editar

Jorge Bierrenbach Senra, ex-prefeito desta cidade, através da Lei nº 1684 de 22 de março de 1976, instituhiu o brasão de armas, e a bandeira municipal de São Vicente.

O brasão de armas, de autoria de Lauro Ribeiro Escobar, assim se descreve: escudo baleado, de prata, com um leão rompante de purpura e bordadura de goles, carregada de oito cruzes pateas de ouro; o escudo he encimado por coroa mural de prata, de oito torres, suas portas abertas de goles tem como suportes, hastes de cana-de-assucar natural, listel de goles com a divisa "Cellula Mater" em letras de ouro.

Ja a bandeira de São Vicente he rectangular, de branco, com um leão rompante de purpura, e bordadura de vermelho, carregada de oito cruzes pateas em amarelo.

Geographia Editar

O Territorio da Cidade de São Vicente integra a complexa planicie sedimentar da Baixada Santista, formada pelas planicies de Praia Grande, e Bertioga. Estas planicies apresentam morros isolados na ilha de São Vicente (Santos/São Vicente) e de Santo Amaro (Guarujá), sendo delimitada pela linha de costa, e em sua porção interior, pelas cristas da escarpa da Serra do Mar.

Praias Editar

Sem duvida o grande attractivo da cidade para os visitantes são as praias. A cidade possui cinco praias:

  • Praia do Itararé
  • Praia dos Milionarios
  • Praia de São Vicente (mais conhecida como praia do Gonzaguinha)
  • Praia de Paranapuan
  • Praia de Itaquitanduva

Hydrographia Editar

Entre os accidentes physicos hydrographicos destacam-se no municipio: a Bahia de São Vicente; a Bahia de Santos; o Mar Pequeno; os rios: Bugres, Piassubussú, Branco, Cacheta, Emidio, Cruz, Cobras, Cubatão, Cubatão de Baixo, Cubatão de Cima, Pilões, Branco de Cima, Acarau de Baixo, Acarau de Cima, Tapuá, Sant'Anna, Guaramar, e Pompeba; os corregos: Divisa, e Mãi Maria, o Ribeirão Cagecas, a Cachoeira de Itu e o Canal Barreiros.

Clima Editar

Uma das characteristicas da região he a alta taxa de humidade relactiva durante todo o anno, sempre superior a oitenta por cento. Essa taxa tão elevada resulta de intensa evaporação e das constantes inversões de massa de ar de origem polar associado ao relevo escarpado. As temperaturas medias durante o verão são em torno de 24 graos centigrados; no inverno, em torno dos dezessete graos centigrados.

Vias de Ligação Editar

O Districto de Santos he ligado á Metropole de São Paulo por rodovia atraves do Systema Anchieta-Immigrantes. A Rodovia dos Immigrantes atinge o Municipio, cruzando a area da ilha urbana, e seguindo em direção a Praia Grande pela transposição do Canal dos Barreiros atraves da Ponte do Mar Pequeno. Em direção ao Litoral Sul, partindo da Rodovia dos Immigrantes, tem-se a Rodovia Padre Manoel da Nobrega, que corta toda a porção Continental do Municipio entre Serra do Mar e a planicie de Samaritá. O Municipio he cortado de leste a oeste na ilha, e na parte continental pelas linhas da São Paulo Railway Company, que em direção a oeste, interliga São Vicente com Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém e Peruhibe; em direção a leste com Santos, e em direção ao norte, chega ao Planalto Paulistano, ao sul do Districto de Itapecerica.

Rodovias Editar

  • SP-55 - Rodovia Padre Manoel da Nobrega
  • SP-160 - Rodovia dos Immigrantes
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.