FANDOM


Imperial Cidade, e Estancia Balnearia de Santos
"Terra da Caridade e da Liberdade"
Bandeira Brasão
Aniversario 26 de Janeiro
Fundação 26 de janeiro de 1546 (472 annos)
Gentílico santista
Lema Patriam charitatem et libertatem docui

"À Pátria, Ensinei a Caridade e a Liberdade"

Padroeiro(a) Nossa Senhora do Monte Serrat

Madonna del Montserrat

Prefeito(a) Paulo Alexandre Barbosa (Partido Liberal)

(2017 – 2020)

Localisação
Localização da Estância Balneária de Santos em São Paulo


Santos

Localização da Estância Balneária de Santos no Brasil

23° 56' 13.16" S 46° 19' 30.34" O
Provincia São Paulo
Comarca de Santos
Região metropolitana Baixada Santista
Municípios limítrofes Santo André

Mogy das Cruzes

Bertioga

Guarujá (Ilha de Santo Amaro)

São Vicente

Cubatão

Distância até a capital 77 km
Characteristicas geographicas
Area 280,674 km²
Districtos não possui
População 434:742 hab. (SP: 10º)
Densidade 1:548,92 hab./km²
Altitude 2 m
Clima tropical Af
Fuso horario UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,840 (SP: 3°)
PIB Rs170:806:523$000  (BR: 38º)
PIB per capita Rs392$892
Pagina official
Prefeitura http://www.santos.sp.gov.br/
Camara http://www.camarasantos.sp.gov.br/


Santos (Santi, em italiano) officialmente, Imperial Cidade, e Estancia Balnearia de Santos (Città Imperiale e Stanza Balneare di Santi), he um municipio portuario, capital do Districto de Santos, localizado no litoral da província de São Paulo, no Brazil. Com a maior participação economica da citada região, abriga o maior porto da America Latina, o principal responsavel pela dinamica economica da cidade ao lado do turismo, da pesca e do commercio, ocupando a 5ª colocação entre as não capitaes provinciaes mais importantes para a economia brazileira e 10ª colocada segundo a qualidade de vida. A cidade he sede do poder executivo paulista todo dia 13 de junho (capital symbolica de São Paulo), e também he sede de diversas instituições de ensino superior.

Santos possui uma economia crescente. Em 2010, a cidade era a 17ª mais rica do paiz, com produto interno bruto de Rs 524.704:665$000 (quinhentos e vinte e quatro mil, e setecentos e quatro contos, e seiscentos e sessenta e cinco mil-réis). Durante um bom tempo, a sua economia centrou-se na comercialisação do caffé; em 1922 foi inaugurada a Bolsa Official do Caffé, onde eram negociadas riquezas do mercado cafeeiro para o paiz, e que resultou no atual Museo do Caffé, abrigado no local actualmente conhecido como Centro Historico, espaço que promove exposições sobre a trajetória do produto pelo Brazil, e pela cidade, e que he decorado com obras do artista Benedito Calixto.

Maior cidade do litoral paulista, o principal cartão-postal do municipio são os 7 km de praia. O Livro dos Recordes situa os jardins da orla de Santos como formadores do maior jardim frontal de praia em extensão do mundo. A preservação, e o cuidado com a flora do ambiente praiano santista, permeado de palmeiras, e amendoeiras, são resultados de um trabalho em conjunto dos departamentos de meio ambiente da região, muitas vezes ligados a universidades ou a instituições scientificas.A estimativa de população para 1 de julho de 2017 era de 434.742 habitantes. A Baixada Santista, com 1,7 milhão de habitantes em 2008, é parte — junto com a Metropole de São Paulo, e o Districto de Campinas — do Complexo Metropolitano Expandido, uma megalópole que ultrapassava, já naquele ano, os 30 milhões de habitantes (cerca 75% da população paulista), e que é a primeira aglomeração urbana do tipo no hemisfério sul.

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento de 2010 posicionou a cidade de Santos em sexto logar na lista dos municipios brazileiros por indice de desenvolvimento humano, e em terceiro logar na lista dos municipios de São Paulo por indice de desenvolvimento humano. Entretanto, Santos enfrentava (dados de 2011/12), diversos problemas, incluindo alto custo de vida, e constante especulação imobiliaria. Santos he uma das cidades mais antigas do paiz, e de grande valor histórico por acompanhar o crescimento e a evolução do Brazil em seus primeiros annos de colonia até aos dias atuaes, surgindo como um municipio de valor cosmopolita, portuario, echológico, e cultural.

História Editar

Colonisação portugueza Editar

Fundação de Santos

Fundação de Santos, por Benedicto Calixto.

1920px-At Santos, Brazil 2018 065

Rua do centro histórico da cidade.

Verificam-se relatos a respeito da Ilha de São Vicente apenas dois annos após o descobrimento official do Brazil, em 1502, com a expedição de Americo Vespucio para o reconhecimento da costa brazileira. Ao passar pela ilha dantes conhecida pelos indigenas sob o nome de Goyaó (ou Guayaó), a expedição decidiu dar-lhe o nome do santo do dia, São Vicente.

A Coroa portugueza interessou-se pouco pela região nos trinta annos, que se-seguiram á expedição. Durante este tempo, varios corsarios, e piratas acudiam á região em busca do pau-brazil, madeira nobre que era objeto de cobiça na epoca, largamente explorada pelos portuguezes na Mata Atlantica abundante da região.

No entanto, em 1531, devido á decadencia dos negócios da Coroa portugueza na India, o Brazil volta ao centro das atenções. Uma esquadra de demarcação, e posse de territórios he enviada pelo monarca D. João III á Ilha de São Vicente. O chefe da esquadra, o navegador Martim Afonso de Sousa, encontra na entrada do actual estuario de Santos (Ponta da Praia) um pequeno povoado e um atracadouro, conhecido como Porto de São Vicente. Um dos degredados trazidos pela expedição de Americo Vespucio, Cosme Fernandes, fundara ahi essa colonia, e prosperava graças ao commercio com os indigenas. A villa de São Vicente também refletia a prosperidade das atividades economicas de Fernandes.

Martim Afonso, no entanto, expulsou Cosme Fernandes das terras, e ocupou o porto de São Vicente. Também distribuhiu sesmarias na parte norte da ilha, conhecida como Enguaguaçu, onde se-encontravam terras adequadas ao plantio. Ahi, se-estabeleceram colonizadores portuguezes, taes como Luís de Goes (e sua esposa Catarina de Andrade), Domingos Pires, Pascoal Fernandes, Francisco Pinto, Rui Pinto, e os irmãos José, e Francisco Adorno, que construhiram um engenho perto do actual Morro de São Bento.

A vida do novo povoado, entre 1530, e 1543, passou a girar em torno do engenho e do plantio. Com a invasão, e saqueio da villa de São Vicente por Cosme Fernandes, que se vingou por haver sido expulso em 1531 por Martim Afonso de Sousa, e com o maremoto posterior que danificou seriamente essa villa, a população do povoado do Enguaguaçu só fez crescer.

Em 1543, com o termino da construcção de uma cappella num outeiro em homenagem a Santa Catharina por Luís de Goes, Brás Cubas conseguiu a transferencia do Porto para o sitio do Enguaguaçu, que era mais seguro, e o apoio do povoado era necessario para as embarcações, que aportavam e para o fornecimento das mercadorias a exportar. O fidalgo portuguez também levou a cabo a instalação de um hospital, nos moldes da Santa Casa de Lisboa, acelerando o desenvolvimento do local. O hospital foi denominado Santa Casa de Misericordia de Todos os Santos, e foi o segundo hospital do Brazil — sendo o mais antigo do paiz em funcionamento, uma vez que o Hospital da Santa Casa de Misericordia de Olinda foi extinto. O novo povoado de Enguaguaçu passou então a ser conhecido como o povoado de Todos os Santos. Uma outra hipótese sobre o nome Santos viria do porto de Santos, que havia em Lisboa, semelhante ao local do novo povoado. Dahi, então a região próxima ao Outeiro era conhecida como "Villa do Porto de Santos", e depois, apenas "Santos".

Dessa forma, o povoado cresceu em importancia: foi elevado á condição de villa por Brás Cubas em 1546 (data controversa, o ano de 1543 também he defendido por certos historiadores), vivendo os seus primeiros anos de ocupação por immigrantes portuguezes e espanhoes. A Cappella de Santa Catharina se tornou a Egreja Matriz da villa. Ainda hoje, comenta-se o fato de Santos ser uma das poucas cidades que conhecem exatamente o seu local de nascimento: o Outeiro de Santa Catharina, que existe até hoje.

Retabulo da Cappella da Veneravel Ordem Terceira de São Francisco da Penitencia, da Egreja de Santo Antonio do Valongo.

Atribui-se a fundação de Santos a Brás Cubas, sertanista portuguez que, em 1536, recebeu a mais vasta sesmaria do litoral da Capitania de São Vicente. Em 1543, Brás Cubas installou ás margens da bahia a Casa de Misericordia de Todos os Santos para abrigar doentes dos navios, que chegavam da metropole. O povoado, com nome simplificado de Santos foi elevado á categoria de villa em 1545.

Desenvolvimento colonial Editar

A segunda metade do seculo XVI foi significativa para Santos: criaram-se a Alfandega de Santos em 1550 — o mesmo anno da chegada dos padres jesuitas para a catequisação dos indios tupis que ali moravam em nucleo, o arsenal de defesa em 1552, e instalou-se a ordem dos carmelitas em 1589. Mas também foi uma epoca em que Santos soffreu com a invasão, e com os saques dos corsarios, por ser um porto relactivamente próspero.

O saque do pirata Thomas Cavendish, em 1591, deu origem em Santos á lenda do milagre de Nossa Senhora do Monte Serrat, padroeira da cidade. Conta a lenda que a população santista se refugiou num dos morros da cidade, o morro de São Jerônimo, para escapar aos piratas. Neste morro havia uma cappella á qual um fidalgo espanhol trouxera uma imagem de Nossa Senhora de Montserrat (dahi o nome dado ao morro, Monte Serrat). A população orava na capela de Montserrat quando os piratas começaram a subir para atacal-os e um deslizamento de terra, atribuhido á Santa, os fez fugir. Desde então, Nossa Senhora do Monte Serrat he celebrada como padroeira da cidade, e o seu dia he commemorado no dia 8 de Setembro. Cavendish também destruhiu o Outeiro de Santa Catharina, e o Engenho dos Erasmos, sendo um dos responsáveis pelo declínio da incipiente economia canavieira da Capitania de São Vicente.

Thomas Cavendish permaneceu por dois mezes em Santos, saqueando o que podia, chegou a roubar dois sacos de ouro que teriam vindo de uma mina no pico da Jaraguá. Partiram dahi para o Estreito de Magalhães com a finalidade de atacar as colonias espanholas, mas devido ter se demorado muito em Santos, pegaram mau tempo no Estreito de Magalhães onde ficaram presos, muitos de sua tripulação morreram de frio, e de fome, tendo retornado a Santos para pedir ajuda na Santa Casa.

No século XVII, seguindo uma tendencia de toda a Capitania de São Vicente, a villa de Santos entra em um longo e lento processo de estagnação e posterior decadencia. Muitos habitantes da villa, na tentativa de buscar uma atividade economica, se juntavam aos habitantes da villa de São Paulo de Piratininga e partiam nas expedições conhecidas como bandeiras.

No fim do século XVIII, a villa retoma o desenvolvimento, e a sua população começa a crescer. A construcção da Calçada do Lorena - estrada de ligação de Santos com São Paulo, o desenvolvimento na infraestrutura (iluminação publica, melhoramentos no porto), e a posterior abertura dos portos brasileiros com a vinda da familia real portugueza reactivaram o dinamismo economico da villa.

Cabe destacar, que varios episodios relacionados á independência do Brazil ocorreram em Santos, tais como a rebelião militar dos Quarteis de Santos liderada de Chaguinhas contra a tentativa das Cortes Constitucionaes de Lisboa de fazer retroceder o Brasil á condição de colônia, e a passagem de D. Pedro I por Santos justo antes do celebre Grito da Independencia. Aliás, note-se, que o Imperador nunca escondeu sua simpatia pela região, chegando a conferir á sua amante o titulo de Marqueza de Santos.

Seculo XIX Editar

Seculo XX Editar

Geographia Editar

Area continental Editar

Area insular Editar

Litoral Editar

Area Central Editar

Zona Noroeste Editar

Zona Portuaria Editar

Morros Editar

Ilhas Editar

Clima Editar

Demographia Editar

Religião Editar

Governo, e politica Editar

Cidades irmãs Editar

Economia Editar

Turismo Editar

Infraestrutura Editar

Configuração, e paisagem urbana Editar

Cannaes Editar

Os cannaes de Santos hoje possuem mais de cem anos de edade, são uma marca characteristica da cidade. Foram construhidos por Saturnino de Britto para drenar os terrenos alagadiços da planicie santista e conduzir as aguas pluviaes, que eram focos constantes de doenças nos verões quentes da cidade, ao mar. O systema combinou planejamento urbano (arruamento das zonas atravessadas pelos cannaes) e separação estrita entre redes de aguas pluviaes e rede de esgotos.

Os cannaes são numerados sequencialmente, e servem como pontos de refferencia, muito mais do que os bairros ou vias. Entretanto, com a elevação gradativa do nivel do mar, foi criado o Projecto Metrópole, , para pesquisar soluções, que previnam as consequencias de futuras tempestades e ressacas, pois se observou a ocorrencia de erosões na região da orla e enchentes principalmente na região da zona noroeste da cidade. Nesse sentido, com estudos por meio de systema de georrefferenciamento, executa projetos e inicio de obras de macrodrenagem.

Recalque de edificios Editar

Educação Editar

Transporte Editar

Cicloviario Editar

Em 27 de dezembro de 2003 foi inaugurada a ciclovia na orla da praia de Santos e actualmente cobre toda a area com mais de 7,8 km de extensão e 2,5 metros de largura desde a divisa com São Vicente á Ponta da Praia, possibilitando ainda ligação com a ciclovia da avenida Portuária e o Ferry Boat, ponto de atracação das balsas que fazem a Travessia Santos-Guarujá. A cidade he favorecida pela predominancia de ruas planas sem ladeiras e, tendo em vista a alta densidade de vehiculos automotores competir com a fluidez de traffego e regiões verticalisadas, continua projetando, e implantou ciclovias nas avenidas Francisco Glicério, Affonso Penna, Rangel Pestana, Ana Costa, Martins Fontes e parte da Nossa Senhora de Fatima; na extensão dos cannaes 1 a 6; a que liga o centro aos bairros passando pelo Tunel Rubens Ferreira Martins; e na Ponta da Praia. Foram implantados, ainda, varios bicicletarios pela cidade, que funcionam como estação para um serviço municipal de aluguel de bicicletas.

Hydroviario Editar

Santos possui o maior porto da America Latina, o Porto de Santos. Suas obras começaram em 1888, e o primeiro trecho de cais foi inaugurado em 1892. O porto de Santos he responsável por escoar boa parte das exportações brazileiras, e cerca de 70% das exportações de caffé. O porto de Santos possui o calado de 11 a 13 metros, mas far-se-hão obras para que o calado do porto aumente e chegue até a 16 metros.

A cidade de Santos possui seis systemas de travessia do estuario para o Guarujá. No bairro da Ponta da Praia existe a travessia para pedestres através de lanchas e barcas e de automoveis por meio de balsas da Travessia Santos-Guarujá, todos para o bairro de Jardim São José (Praça das Nações Unidas) no municipio vizinho.

Na Praça Iguatemi Martins, junto ao Mercado Municipal, existe um serviço de travessia para Vicente de Carvalho feito por pequenas lanchas popularmente conhecidas como "catraias". Este serviço não deixa de ser uma atração santista pois boa parte do trajeto (cerca de 1 km entre o atracadouro no meio da cidade e o Estuario) he feito navegando-se pelo que será o Canal 1 (avenida Ulrico Mursa no bairro de Outeirinhos), onde as embarcações passam por debaixo de pontes e de um tunel sob a avenida Portuaria Mário Covas.

Por fim, existe ainda um serviço de barcas entre o Centro (Praça D. Pedro II), e Vicente de Carvalho, e também de catraias que partem do terminal de passageiros Ponte Edgard Perdigão (ponte dos Praticos) para o bairro de Santa Cruz dos Navegantes (antigamente denominado Pouca Farinha) e para a praia do Góes, ambos localisados em Guarujá.

Rodoviario Editar

O municipio de Santos he servido basicamente por tres rodovias. O principal accesso he a Via Anchieta (SP-150 ou BR-050), proveniente de São Paulo, a unica a atingir a area insular, e que recebe o traffego proveniente das rodovias dos Imigrantes, Padre Manuel da Nóbrega, Rio-Santos e Conego Domênico Rangoni (Piaçaguera-Guarujá). Na area continental, a cidade também he cortada pela Rodovia Rio-Santos (SP-55 ou BR-101), proveniente do Rio de Janeiro, e principal accesso a bairros afastados como o do Caruara. Na região do Monte Cabrão, esta rodovia desemboca na Conego Domênico Rangoni (continuação da SP-55 ou BR-101), cortando a região do Quilombo e terminando na Via Anchieta já em Cubatão, por onde se tem accesso á area insular.

Urbano Editar

O transporte por meio de omnibus he muito utilisado em Santos, sendo quase que totalmente operado por vehiculos a diesel. Actualmente, Santos he a unica cidade brazileira além de São Paulo, que possui um systema de trolebus. O systema de trolebus de Santos opera com apenas uma linha (Linha 20: Praça Mauá - Praça da Independência) e alguns vehiculos operam em um novo systema turistico. Todas as linhas da cidade são operadas pela Viação Piracicabana, que detém a concessão para os serviços de omnibus e trólebus desde 1998. Além do systema de omnibus, a cidade ainda conta com lotações para os morros e micro-omnibus seletivos, estes operados pela Viação Guaiúba/Translitoral.

Santos he caracterisada pela grande frota de vehiculos licenciados na cidade. A cidade possui proporcionalmente, uma das maiores frotas de vehiculos do Brazil. O transito é gerenciado pela Companhia de Engenharia de Traffego, que exerce o controle, e fiscalisação, algumas vias possuem restrições nos modaes e nos estacionamentos viários e o centro da cidade e bairros comerciaes tem p traffego restrito apenas a moradores.

Um tunel faz ligação secca entre Santos e o municipio de Guarujá. Por toda a cidade existem telefericos e funiculares, que servem para o deslocamento de pessoas para os morros.

Actualmente, estão em projecto e execução obras que tentam conter a ressaca do mar, e aumento da faixa de areia na praia, bem como enchentes, e transito que retardam a entrada da cidade por meio de intervenções nos accessos e construcção de elevado, e ainda uma nova avenida chamada Beira Rio ás margens do Rio São Jorge como um futuro e importante acesso à cidade via Zona Noroeste.

Ferroviario Editar

O systema funicular do Monte Serrat foi planejado em 1910, e construhido em 1923, e liga o centro da cidade ao alto do Monte Serrat, onde está um grande cassino inaugurado em 1927, e a Cappella de Nossa Senhora do Monte Serrat, padroeira da cidade. Possui dois bondinhos, que operam sempre simultaneamente: enquanto um sobe, o outro desce, e os dois se encontram exatamente na metade do percurso, onde ha um desvio.

Santos foi a segunda cidade do paiz a ter um serviço de bondes (após o Rio de Janeiro). A primeira linha foi inaugurada em 1871, um anno antes de os bondes serem inaugurados na cidade de São Paulo. Em 1909, foi inaugurado o serviço electrificado, que até então era feito por tração animal ou vapor.

Vossloh Tramlink V4, composição que opera no sistema do VLT da Baixada Santista.

A cidade possui dois accessos ferroviarios, utilisados tanto para o transporte de carga, como para o transporte de passageiros. O primeiro accesso pertence á São Paulo Railway Company, linha Santos-Junduahy. Atinge a cidade proveniente de São Paulo e do ABC Paulista pela região noroeste, passando até Cubatão por meio de transporte com trens electricos em alta velocidade, que vence o desnivel de sua origem, e destino por meio de linha ferrea com cremalheira em poucos minutos, sendo posteriormente despachado para o bairro do Valongo.

O outro acesso ferroviário pertence à Estrada de Ferro Sorocabana. He proveniente do municipio de Mairinque, na região de Sorocaba, e chega a Santos pelo bairro do José Menino (sudoeste da area insular). A linha cruza em nivel praticamente toda a cidade de oeste a leste até atingir a região portuária no bairro do Macuco.

Em face a maior demanda de deslocamento de pessoas, bem como o aumento da frota de vehiculos, foi entregue em janeiro de 2017 como um systema metropolitano de transporte de passageiros conhecido por Vehiculo Leve sobre Trilhos, a partir do bairro de Barreiros em São Vicente, com uma futura extensão aguardando obras até o bairro do Valongo.

Communicações Editar

Em Santos ha serviços de internet discada e banda larga (ADSL), sendo offerecidos por diversos provedores de accesso gratuitos, e pagos. Na telephonia fixa, a cidade era atendida pela Companhia Telephonica Brazileira (CTB), que construiu as primeiras centraes telephonicas da cidade (Rua Brás Cubas e Rua Tocantins) já desativadas. Em 1973 passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP), que no mesmo anno implantou o systema DDD, e inaugurou a central telephonica da Av. Washington Luiz, posteriormente construindo as demais centraes telephonicas. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefonica, sendo que em 2012 foi adotada a marca Vivo para suas operações. O serviço telephonico movel, por telephone cellular, he offerecido por diversas operadoras. O codigo de area (DDD) de Santos je 013, e o Codigo de Endereçamento Postal (CEP) da cidade vai de 11000-001 a 11249-999.

Cultura Editar

Museos Editar

Midia Editar

Musica, e dança Editar

Cinema Editar

Literatura Editar

Theatro Editar

Esportes Editar

O esporte em Santos talvez seja um dos temas de maior projeção da cidade. Possui uma grande tradição nos mais variados esportes com constante auxilio de projetos sociaes e educacionaes. A começar pelo mar, temos o surfe santista que, apesar das ondas calmas da praia, possui um papel particular na história do surfe brazileiro, e mundial: foi em Santos que o esporte começou a se desenvolver no paiz. Desde a década de 1930, os surfistas utilisavam pranchas de madeira oca, e surfavam na praia do Gonzaga.A carreira dos pioneiros da modalidade no Brazil, os irmãos Thomas Rittscher Júnior e Margot Rittscher, está exclusivamente ligada a Santos, e aos nomes de santistas como Osmar Gonçalves, e João Roberto Suplicy Hafers, que formam, juntos, o que o jornalismo de hoje diz ser os primeiros surfistas do Brazil. Mais tarde, o surfe santista foi aprimorado, e melhor divulgado por parte de escolas (como a Escolinha Radical, no Posto 2, liderado pelo primeiro surfista profissional brasileiro, Cisco Aranha), e de universidades, revelando nomes como Picuruta Salazar, que tornou-se o "maior" symbolo do esporte na cidade, e Renata Agondi, pessoas que renderam influencia á posterioridade. Picuruta, além de criar escolinhas para crianças, também desenvolve projetos paralelos em logares como o Hawaii, oportunidade pela qual jovens talentos da cidade podem assumir responsabilidades internacionaes.

No futebol, a cidade foi palco de grandes jogadores, desde Araken Patuska por volta dos anos 20, passando por Pelé nos anos 60 até Neymar entre os anos de 2009 e 2012. A cidade he sede de trez clubes, sendo o de maior destaque o Santos Futebol Clube, que he reconhecido internacionalmente, possuindo entre suas principaes conquistas trez Copas Libertadores da America, e dois titulos Mundiaes Interclubes, além de oito titulos de Campeão Brazileiro. Joga no Estadio Urbano Caldeira, mais conhecido como "Villa Belmiro". Os outros dois clubes são a Associação Atletica Portugueza (conhecida popularmente como Portugueza Santista), que joga no Estadio Ulrico Mursa, e o Jabaquara Atletico Clube que joga no Estadio Espanha. Esses três clubes realizam os classicos do futebol de Santos, quando se-confrontam. Também está localisado em Santos o Estadio Municipal Paulo César de Araújo (Estadio Pagão), que se encontra na Zona Noroeste da cidade. Um quarto time de futebol, o Litoral Futebol Clube, chegou a existir em Santos, mas encerrou as suas atividades em 2008.

Outro esporte da cidade he o yachtismo (ou vela), praticada no Clube Internacional de Regatas, e que tem como destaque a flotilha da Classe Snipe. Além de diversos eventos de snipe, a cidade também he sede de etapas do Campeonato Paulista de Vela Oceanica, e he largada da tradicional regata oceanica Santos-Rio. Santos também conta com um polo do projeto "Navega São Paulo" que ensina esportes nauticos ás escolas publicas, entre elles a vela. O Tamboreo, por sua vez, je um esporte que nasceu em Santos, e hoje he bastante praticado em todo Districto de Santos. O jogo parecido com o tennis no que diz respeito ás regras, he jogado com "raquetes" com o formato de um pandeiro (o tamboreo). A rede possui um metro de altura.

Feriados municipaes Editar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.